Diferenças entre edições de "Torquato Tasso"

896 bytes adicionados ,  17h11min de 25 de abril de 2013
Melhorart com fontes
m
(Melhorart com fontes)
|assinatura =
}}
'''Torquato Tasso''' ([[Sorrento]], [[11 de março]] de [[1544]] — [[Roma]], [[25 de abril]] de [[1595]]) foi um [[poesia|poeta]] [[Itália|italiano]], contemporâneo de [[Ludovico Ariosto|Ariosto]], do {{séc|XVI}}, conhecido pelo poema ''[[La Gerusalemme Liberata]]'' (''A Jerusalém libertada''), de 1580, no qual descreve os combates imaginários entre [[cristianismo|cristãos]] e [[muçulmano]]s, no fim da [[Primeira Cruzada]], durante o [[cerco de Jerusalém]]. Ele sofria de uma doença mental e morreu poucos dias antes de ser prevista sua [[Poeta laureado|coroação]] como o rei dos poetas pelo [[Papa Clemente VIII|Papa]]. Até o início do {{séc|XIX}}, Tasso continua sendo um dos poetas mais lidos na Europa.<ref name="Porto Editora"/>
 
== Via e obra ==
Nascido em [[Sorrento]], ele era filho de Bernardo Tasso, um nobre de [[Bérgamo]], sua mãe Porzia de Rossi, era uma nobre da [[Toscana]], ela morreu em 1556, enquanto, em 1558, a irmã escapou por pouco da morte quando os turcos atacaram Sorrento.<ref name="Porto Editora">{{citar web |url=http://www.infopedia.pt/$torquato-tasso |título=Torquato Tasso |acessodata=25 de abril de 2013 |autor= |coautores= |data= |ano= |mes= |formato= |obra=Porto Editora |publicado=Infopédia |páginas= |língua= |língua2=pt |língua3= |lang= |citação= }}</ref>
 
É um dos [[Classicismo|clássico]]s [[renascentista]]s, que aparece já na época decadente da literatura italiana. Após abandonar os estudos de jurisprudência, que iniciara em [[Pádua]], entrou em [[1565]] para a corte dos [[Família Este|Estenses]], onde passou sete anos sem uma ocupação fixa. Por esse tempo já planejara e escrevia seu célebre poema, terminado só em 1575.
 
Assaltado, entretanto, por escrúpulos de ordem [[estética]] e, especialmente, [[Religião|religiosa]], foi sempre adiando a publicação de sua obra. Agravando-se seu estado de escrúpulos, começou a dar mostras de descontrole mental, em 1576, e a mania de perseguição não tardou em torná-lo perigoso.<ref name="Porto Editora"/> Esteve várias vezes recolhido em [[convento]]s e manicômios, e foi, numa dessas ocasiões, que lhe roubaram os manuscritos do seu [[poema]], publicando-o sem sua autorização.
 
O poema suscitou vivas polêmicas, que ainda mais agravaram o estado do poeta. Doente e na miséria passou a mendigar proteção e favores ora numa corte, ora noutra, recebendo já no último ano de sua vida, a graça duma pensão papal, por intermédio do cardeal [[Pietro Aldobrandini]]. Em [[1593]] fez ainda aparecer seu [[poema]] revisado, sob o título de ''Gerusalemme conquistata''.
*''Lagrime de Maria Vergine''
*''Lagrime di Gesu Cristo''
 
{{referências}}
 
{{commonscat|Torquato Tasso}}
126 889

edições