Abrir menu principal

Alterações

9 bytes removidos ,  16h06min de 10 de maio de 2013
sem resumo de edição
Geraldo Vandré participante dos movimentos estudantis também deu sua contribuição com composições muito significativas como "Disparada" e "[[Pra não Dizer que não Falei das Flores]]", consideradas duas obras primas entre as músicas de cunho social.
Em "Disparada", Vandré faz uma maravilhosa comparação entre a exploração dasdo classespovo sociaisbrasileiro pobrespelos pelas mais ricaspoliticos e a exploração das boiadas pelos boiadeiros, entre a maneira de se lidar com gado e se lidar com gente. A música composta por Vandré e [[Théo de Barros]] complementou de forma perfeita os versos de Vandré e a interpretação de [[Jair Rodrigues]] deu forma final muito bonita aos versos e à música. Logo após os anos de ouro dos festivais Geraldo Vandré isolou-se dos amigos passando a viver espartana e isoladamente; Théo de Barros continuou sua brilhante carreira de músico e arranjador, tendo se dedicado principalmente a jingles comerciais.
{{referências|Notas e Referências}}
Utilizador anónimo