Abrir menu principal

Alterações

2 bytes adicionados ,  05h39min de 17 de maio de 2013
sem resumo de edição
O '''Kinkaku-ji''' (em [[língua japonesa|japonês]] 金閣寺, ''Templo do Pavilhão Dourado'') é o nome dado ao templo '''Rokuon-ji''' (鹿苑寺), situado na [[cidade]] de [[Quioto (cidade)|Quioto]] no [[Japão]] e rodeado pelo ''Kyōko-chi'' (lago espelhado). Todo o [[pavilhão]], exceto o rés-de-chão (andar térreo), está coberto de folha de [[ouro]] puro e no [[telhado]] do pavilhão está uma ''[[fenghuang]]'' dourada ([[fénix]] [[china|chinesa]]).
 
O local onde o Pavilhão Dourado (designado formalmente por 'Shariden') se situa, foi usado por volta de [[1220]] como local de descanso para Kintsune Saionji, mas o pavilhão em si só foi construído em [[1397]], para servir como localsítio de descanso para o [[shogun]] [[Yoshimitsu Ashikaga]].<ref>Schirokauer, Conrad, et al: ''A Brief History of Japanese Civilization'', page 106. Wadsworth Publishing, 2006.</ref> O seu filho foi o responsável pela conversão num [[templo]] [[Zen]] de orientação [[Rinzai]]. Durante a [[Guerra de Onin]] o templo foi queimado várias vezes. O neto de Yoshimitsu criou o [[Ginkaku-ji]] inspirado no Kinkaku-ji, e tencionava cobrir o novo templo [[budismo|budista]] de [[prata]], o que acabou por não conseguir fazer.
 
Em [[1950]], o templo foi [[incêndio|incendiado]] por um [[monge]] que sofria de [[doença mental|perturbações mentais]], sendo relatada uma versão ficcionada dos acontecimentos no [[livro]] ''[[O Templo do Pavilhão Dourado]]'' de [[Yukio Mishima]], que foi publicado pela primeira vez em [[1956]]. A estrutura actual data de [[1955]].