Diferenças entre edições de "Carijós"

1 byte adicionado ,  19h38min de 17 de maio de 2013
(Adicionei informação.)
Os carijós estavam virtualmente extintos em meados do século XVIII, vítimas da escravização nas plantações de cana-de-açúcar da [[Baixada Santista]]<ref>BUENO, E. ''Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores''. Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 58.</ref>.
== Etimologia ==
"Carijó" é oriundo do termo [[Língua tupi|tupi]] ''karai-yo'', que significa "descendentes dos anciãosanciões"<ref>BUENO, E. ''Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores''. Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 58.</ref>.
 
== Costumes ==
Os carijós construíam suas casas cobrindo-as com [[casca]]s de árvores e já fabricavam redes e agasalhos com o [[algodão]] que cultivavam, forrando-as com [[pele]]s e ataviando-as com [[pluma]]s e penas. Acostumaram-se a ajudar todos os [[navio]]s que lhe solicitassem auxílio, até que um dia, traídos na sua boa fé, acabaram considerando os brancos [[inimigo]]s.