Abrir menu principal

Alterações

9 bytes removidos ,  20h31min de 8 de junho de 2013
m
Revertidas edições por 187.13.25.100 por fazer testes nos artigos (usando Huggle)
|resps = [[Falanges Libanesas]], sob o comando de [[Elie Hobeika]]
}}
O '''Massacre de Sabra e Chatila''' (em [[Língua árabe|árabe]]: مذبحة صبرا وشاتيلا‎, [[Transliteração|transl.]] ''Maḏbaḥat Ṣabrā wa Shātīlā'') foi o [[massacre|morticínio]] de [[refugiado]]s civis [[palestinos]] e [[libaneses]] perpetrado pela milícia catolica [[maronita]] liderado por Elie Hobeika após o assassinato do presidente-eleito do país e líder [[Falanges Libanesas|falangista]], [[Bachir Gemayel]]. O evento ocorreu nos [[Campo de refugiados|campos]] palestinos de Sabra (صبرا, ''Sabrā'') e Shatila (وشاتيلا, ''Shātīlā''), situados na periferia de [[Beirute]], a sul da cidade, área que se encontrava então sob proteção das [[Forças de Defesa de Israel|forças armadas]] de [[Israel]].<ref name="BBC">[http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2003/030213_sharondi.shtml ''Sharon pode ser julgado na Bélgica quando deixar o poder''] - [[BBC Brasil]], 13 de fevereiro, 2003 (página acessada em 10 de março de 2008).</ref>
 
== Descrição ==
157 738

edições