Diferenças entre edições de "Ensino doméstico"

960 bytes adicionados ,  15h54min de 12 de junho de 2013
[[Ficheiro:FamiliesLearningTogether.jpg|thumb|Encontro de famílias de ''homeschoolers''.]]
Embora críticas sejam levantadas quanto à sociabilidade de crianças educadas por ensino doméstico, pesquisas, feitas principalmente nos [[Estados Unidos da América|Estados Unidos]], onde o ensino doméstico é mais comum, mostram que o número de crianças socialmente privadas entre as educadas em casa é pequeno. A sociabilidade se dá por participação comunitária, social e política. A auto-estima e a satisfação em viver parecem ser melhores, em média, em crianças que foram educadas em casa do que naquelas que frequentaram a escola.<ref>Self-Concept in home-schooling children, John Wesley Taylor V, Ph.D., Andrews University, Berrien Springs, MI</ref><ref>http://www.hslda.org/research/ray2003/</ref>
 
== Avaliação ==
 
A maioria dos paísem impõem uma avaliação anual. Um exemplo de avaliação é a França<ref>[http://en.wikipedia.org/wiki/Homeschooling_international_status_and_statistics#France Exigências na França]</ref>, que apesar dos pais serem livres na forma de ensinar seus filhos, estes são obrigados a apresentar, até os 16 anos, as seguintes linhas de competência:
* Escrever e falar em francês
* Matemática, ciencias básicas e tecnologia
* pelo menos uma língua estrangeira
* História, Geografia e Arte da França, da Europa e do resto do mundo
* Ciência da Computação
* competências sociais e cívicas
* iniciativa e autonomia
 
Alunos de educação domiciliar devem demonstrar que são capazes de:
* responder a perguntas
* fazer deduções de suas próprias observações e de documentos
* racocinar
* criar idéias e produzir um trabalho final
* usar computadores
* avaliar riscos
* fazer bom uso de recursos disponíveis
 
== Em Portugal ==
317

edições