Diferenças entre edições de "Tradição judaico-cristã"

17 bytes removidos ,  16h45min de 12 de junho de 2013
Desfeita a edição 36080142 de 189.48.107.138
(Desfeita a edição 36080142 de 189.48.107.138)
 
O professor de direito Stephen M. Feldman questiona a validade da tradição judaico-cristã:
xsxsxxmuio,knb c
 
<blockquote> "Uma vez que se reconhece que o Cristianismo tem historicamente enraizado o anti-semitismo (...). Para os cristãos, o conceito de uma tradição judaico-cristã confortavelmente sugere que o judaísmo progride no cristianismo - que o judaísmo é algo concluído no cristianismo. O conceito de fluxos de tradição judaico-cristã a partir da teologia cristã ensina, que a Aliança Cristã (ou Testamento) com Deus substitui a Aliança judaica. O cristianismo, de acordo com este mito, reforma e substitui o judaísmo. O mito, portanto, implica, em primeiro lugar, que o judaísmo necessita de reforma e substituição, e, segundo, que o judaísmo moderno permanece apenas como uma "relíquia". O mais importante é que o mito da tradição judaico-cristã insidiosamente obscurece as diferenças reais e significativas entre o judaísmo e o cristianismo ".<ref>Stephen M. Feldman (1998), ''Please Don't Wish Me a Merry Christmas: A Critical History of the Separation of Church and State''</ref></blockquote>
11 724

edições