Milha náutica: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  14 de junho de 2013
Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.
(Revertida edição que inseriu conteúdo sem citar as fontes.)
A milha náutica foi historicamente definida como sendo o comprimento de um [[minuto de arco]] medido, à superfície média do mar, ao longo de um qualquer [[grande círculo]] da [[Terra]].
Com aquela definição, a milha apenas pode ser utilizada como uma medida aproximada, usando os minutos medidos sobre um [[meridiano]] ou sobre o [[Linha do Equador|equador]]. A sua não exatidão deriva de a [[Terra]] não ser uma esfera perfeita, já que exibe, em resultado do seu movimento de rotação, achatamento nos pólos e alongamento do seu raio ao longo do [[Linha do Equador|equador]]. Esse efeito faz variar o comprimento de um minuto de arco do grande círculo desde {{formatnum:1843}} metros nanas zonazonas equatorialpolares até {{formatnum:1862}} metros nasna zonaszona Polaresequatorial. Outro fator que contribui para a inexatidão é a irregularidade da superfície terrestre, que embora a uma escala pequena, tem zonas deprimidas e levantadas, o que faz variar o comprimento do arco medido ao longo da superfície em algumas dezenas de metros.
 
Em resultado da dependência do comprimento do arco em relação ao local onde é medido (e à direção do grande círculo utilizado), diferentes países adotaram diferentes normas: por exemplo, os britânicos, medindo a milha no mar a sul da [[Grã-Bretanha]], chegaram ao valor de 6080 [[pé (unidade)|pés]], ou seja {{formatnum:1853.184}} [[metro]]s, tendo o ''Royal Hydrographic Office'' do [[Reino Unido]] apenas adotado a definição internacional em 1970.