Abrir menu principal

Alterações

39 bytes adicionados, 06h26min de 14 de junho de 2013
sem resumo de edição
Existem formas de detritos marinhos que são produzidas naturalmente, como os amontoados de madeira resultantes de cheias, por exemplo, embora a maior parte do problema atual seja de origem humana. Recentemente, com a crescente utilização dos [[plástico]]s não [[biodegradável|biodegradáveis]], tomou proporções alarmantes. Os detritos são uma séria ameaça aos [[ecossistema]]s marinhos, podem levar animais e plantas à morte por [[asfixia]], [[intoxicação]] ou ferimentos, interferem fisicamente no ambiente por acumulação, são confundidos com comida por várias espécies e a sua ingestão provoca graves danos nos seus organismos, frequentemente levando à morte. Afetando os ecossistemas e espécies, muitas delas de valor econômico, naturalmente o homem acaba prejudicado também, como a ciência já comprovou.
 
O problema ainda não foi mapeado em detalhe, mas muitos estudos já foram feitos indicando que ele tem vasto [[impacto ambiental]], econômico e social. O detrito marinho é um desafio de grandes proporções que cresce a cada dia, é uma das mais generalizadasonipresentes formas de [[poluição]] e tem dado grandes prejuízos, e por isso tem chamado a atenção internacional, mas as medidas adotadas até agora têm sido insuficientes para a reversão de um quadro que é muito preocupante.
 
== Os detritos e seu impacto==