Abrir menu principal

Alterações

10 bytes adicionados, 07h11min de 14 de junho de 2013
m
[[Imagem:Turtle entangled in marine debris (ghost net).jpg|thumb|Uma tartaruga verde encurralada numa rede de pesca abandonada.]]
 
A atividade pesqueira é responsável pela descarga no mar de artefatos de pesca, tais como redes, linhas ou anzóis. Nos últimos 50 anos a descarga acentuou-se, devido ao aperfeiçoamento de técnicas e equipamentos e a introdução das redes de plástico, e se tornou tão relevante a ponto de ser frequentemente tratada em separado.<ref name="Macfadyen">Macfadyen, Graeme; Huntington, Tim & Cappell, Rod. [http://www.unep.org/regionalseas/marinelitter/publications/docs/Marine_Litter_Abandoned_Lost_Fishing_Gear.pdf ''Abandoned, lost or otherwise discarded fishing gear'']. UNEP / FAO, 2009</ref> Em 2002 foram coletadas 107 toneladas de linhas e outros objetos pesqueiros somente no atol Pearl e Hermes, no Havaí. No ano seguinte, foram retiradas mais 90 toneladas.<ref name="United"/> Algumas observações informais indicam que até 30 km de redes são descartadas em cada viagem de navio pesqueiro no [[oceano Atlântico|Atlântico Norte]], mas isso se deve repetir similarmente em todos os mares.<ref name="Greenpeace"/> Essas redes abandonadas no mar causam a morte inútil de milhares de peixes e outros animais todos os anos, incluindo de espécies ameaçadas, e não param nunca de pescar para ninguém; se enredam em hélices de navios, danificando-as, obstroem tubulações e sistemas de bombeamento de água, e complicam a própria atividade pesqueira e a navegação em geral, tornando-se um problema de todos. Já existem áreas no oceano que são evitadas pelos navios de pesca devido à grande quantidade de redes abandonadas e outros detritos.<ref name="Jeftic"/><ref name="Macfadyen"/><ref name="Greenpeace"/> Em alguns lugares as redes compõem mais de 80% do total de detritos.<ref name="Macfadyen"/>
 
=== Outras origens===