Miss Marple: diferenças entre revisões

Sem alteração do tamanho ,  15 de junho de 2013
O personagem de Jane Marple em seu primeiro livro, [[Assassinato na Casa do Pastor]], é notadamente diferente de como ela se parece em livros posteriores. Esta versão de Miss Marple é fofoqueira e não é especialmente agradável. Os cidadãos de St. Mary Mead estão cansados de sua natureza curiosa e de como ela parece esperar o pior de todo o mundo. Em livros posteriores, ela se torna mais amável e moderna.
Miss Marple nunca se casou e não tem nenhum parente vivo íntimo. Em [[Assassinato na Casa do Pastor[[]], nos é apresentado o sobrinho de Miss Marple, o famoso escritor [[Raymond West]]. Sua esposa, Joan West (inicialmente chamada Joyce), artista moderna, foi introduzida em 1933 na coletânea de contos [[Os Treze Problemas]] ([[The Thirteen Problems]] no original, em inglês). Raymond tende a ser superconfiante e subestima a inteligência da tia.
Miss Marple resolve crimes difíceis não apenas por causa de sua inteligência, mas porque St. Mary Mead lhe deu exemplos aparentemente infinitos do lado negativo de natureza humana. Nenhum crime pode surgir sem que Miss Marple lembre de algum incidente paralelo ocorrido no pequeno vilarejo.
Utilizador anónimo