Diferenças entre edições de "Acesso e descenso"

320 bytes adicionados ,  13h43min de 25 de junho de 2013
Desfeita a edição 36209101 de Gjpab
m (Revertidas edições por 177.134.123.240 para a última versão por Gjpab, de 00h13min de 24 de junho de 2013 (UTC))
(Desfeita a edição 36209101 de Gjpab)
 
Este terceiro tipo foi utilizado somente uma vez no [[Campeonato Brasileiro de Futebol]] no ano de [[1999]]. A crítica em relação a este modelo está no fato de privilegiar os grandes clubes, pois somente são rebaixados se repetirem vários campeonatos ruins, confundir o torcedor devido a sua matemática de casas milesimais e por último de ser prejudicial aos clubes recém-promovidos, pois estes iniciam suas participações sem o apoio de boas campanhas anteriores como ocorre com os clubes que já disputam a competição, afinal os clubes de baixo promédio foram rebaixados. Para minimizar este prejuízo aos clubes recém-promovidos, no [[Campeonato Colombiano de Futebol]] os clubes que vierem da Segunda Divisão entram com o promédio do primeiro clube a não ser rebaixado cuja média de pontos é geralmente acima de 1,100 o que é melhor do que iniciar sem promédio (ou seja, com 1,000).
 
==Z4, Z3 ou Z2: Zona de Rebixamento e G4 ou G2 de Classificados==
A zona de rebaixamento (ZN) dos campeonatos depende do número definido pelo regulamento do campeonato podendo cair 4(Z4), 3(Z3) ou 2(Z2)
 
Da mesma forma é usado G4 e G2 para indicar os classificados nos campeonatos a próxima fase ou outros torneios.
 
== {{Bibliografia}} ==
Utilizador anónimo