Diferenças entre edições de "João Duarte Dantas"

308 bytes adicionados ,  19h03min de 21 de agosto de 2013
sem resumo de edição
 
'''João Duarte Dantas''' ([[Teixeira - PB]], [[12 de junho]] de [[1888]] — [[Recife]], [[6 de outubro]] de [[1930]]) era filho de Frankilin Dantas Correia de Góis e Júlia Veloso Dantas,Sendo ele filho de Manoel Dantas Correia de Góis e Jacinta Augusta Duarte Dantas.Julía, porém filha
úica de João Rodolfo Veloso de Azevedo, e Joaquina Veloso de Azevedo. Sendo Manoel Dantas Correia de Góis filho de José Dantas Correia de Góis e Isabel Caetana da Silveira. O mesmo sendo filho de Antonio Dantas Correia de Góis (Capitão Anta) e Josefa Francisca de Araújo e Almeida. O corpo de João Duarte Dantas,seu corpoestá descançaseputado nas terras que pertecerampertecente ao seu avô Manoel Dantas Correia de Góis, no Sítio São Pedro, em São José do Egito - PE, que ainda pertece a família Dantas. Joao Duarte Dantas teve quatro irmãos.
1-Manoel Duarte Dantas.
1-Jacinta florisbelaFlorisbela duarteDuarte Dantas.
3-Frankilin Dantas Filho.
4-Joaquin Wanderley Dantas.
A intriga fez que amigos de João Dantas o convencessem a se mudar para [[Olinda]]. Por ocasião de uma visita do presidente [[João Pessoa Cavalcanti de Albuquerque|João Pessoa]] ao [[Recife]], amplamente noticiada, com o objetivo de receber uma [[homenagem]], João Dantas foi à Confeitaria Glória, na [[Rua Nova]], onde disparou contra Pessoa. Dantas atirou duas vezes no presidente paraibano ferindo mortalmente. Fato este que foi usado pelos revolucionários sulistas a emplacarem a revolução iminente contra o presidente [[Washington Luis]], que culminou levando ao poder [[Getúlio Vargas]].
 
Dantas, foi detido com seu cunhado Augusto Moreira Caldas, que era inocente, na [[Casa de Detenção do Recife]], onde foram chacinados por oito homens que participavam da revolução em [[6 de outubro]] de [[1930]], no início da [[Revolução de 1930]]. A versão oficial indicou [[suicídio]]. Também [[Anaíde de Azevedo Beiriz 1905-1930]] morreria dias depois, no Recife, por envenenamento, aos 25 anos, provavelmente por iniciativa própria. Outras mortes se seguiram ao episódio, como a do então deputado federal, ex-presidente do estado, [[João Urbano Pessoa de Vasconcelos Suassuna. 1886 - 1930]] Filho de Alexandrino Felício Suassuna e Joana Francisca Pessoa. Sendo Joana provavelmente prima de João Pessoa e suposta Irmão de José Francisco Pessoa, Sitio Borges de São José do Egito -PE. João Suassuna, casado com Rita Vilar Suassuna 1896 - 1990, pai do escritor [[Ariano Vilar Suassuna]], que foi assassinado, no [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], por [[Miguel Laves de Sousa]].
 
A história já inspirou filmes, livros e peças teatrais. Até hoje, desperta muita polêmica quanto aos detalhes e interesses subjacentes às ações de ambas as partes.
Utilizador anónimo