Diferenças entre edições de "Casa Rosada"

2 773 bytes removidos ,  22h54min de 22 de agosto de 2013
Desfeita a edição 36734695 de Escritor: Jefferson VDA de: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/casa-rosada/casa-rosada.php + Vandalismo
(Desfeita a edição 36734695 de Escritor: Jefferson VDA de: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/casa-rosada/casa-rosada.php + Vandalismo)
 
A casa Rosada tem sua cor atribuída ao fato de na época de sua construção as tintas mais baratas serem feitas a base de sangue de vaca, tendo a cor rosada. Há também uma lenda que diz que a cor rosada é uma junção de vermelho e branco, cores-símbolo de dois partidos políticos.
[[Ficheiro: Casa Rosada (2008).jpg|180px|thumb|esquerda|A Casa Rosada, uma maravilha arquitetônica em [[Buenos Aires]]]]
== História ==
[[Ficheiro: Casa Rosada (2008).jpg|180px|thumb|esquerda|A Casa Rosada, uma maravilha arquitetônica em [[Buenos Aires]]]]A Casa Rosada, localizada à Calle Balcarce no. 50 se levanta no lugar que ocupara a Real Fortaleza de San Juan Baltasar da Áustria, construída por ordem do Governador Fernando Ortiz de Zárate em 1595. A Fortaleza sofreu diversas modificações desde a queda de Rosas: demolida parcialmente para a construção da Aduana Nueva (segundo o projeto do arquiteto Eduardo Taylor), do antigo edifício só ficou de pé o arco de acesso e um dos edifícios do interior do recinto, reformado para seu uso como sede do Governo.
Durante a presidência de Sarmiento, o edifício foi pintado de rosa*, inaugurando uma tradição que chegou aos nossos dias e que deu seu nome popular. Também por iniciativa de Sarmiento foi construído o Palácio de Correos, terminado em 1878 no ângulo sudoeste do prédio. Pouco depois, o Presidente Roca ordenou a construção de uma nova Casa de Governo, em lugar do antigo edifício.
Em 1894, durante a presidência de Luis Sáenz Peña, o arquiteto italiano Francisco Tamburini foi o encarregado de projetar a união dos dois edifícios, formando o complexo monumento que conhecemos hoje. O Correo, obra do sueco Carlos Kilhdderg, e a nova Casa de Governo, obra de Enrique Aberg, eram similares, mas não idênticos. Seu ligamento foi um desafio para Tamburini, que uniu ambos os corpos com um grande arco central (atualmente o acesso principal da Casa Rosada sobre a Plaza de Mayo) e definiu os restantes corpos sobre o Paseo Colón e Rivadavia. O resultado é de um marcante ecleticismo, no qual elementos de tão diversa origem como as mansardas francesas, as loggias e as janelas concebidas por arquitetos nórdicos coexistem com a linguagem classiciista característica de Tamburini.
Da entrada principal, pela Esplanada da rua Rivaldavia, sobe-se ao Salón de los Bustos, assim chamado pelas esculturas que retratam os presidentes argentinos. Duas escadarias de honra, conhecidas como "Italia" e "Francia", conduzem ao primeiro andar, onde estão o Salón Blanco, sede das grandes recepções oficiais, e os escritórios presidenciais. Toda essa ala - a ala norte - é organizada ao redor do Patio de las Palmeras. A ala sul da Casa de Correos foi recortada na década de 30, ao se refazer a atual rua Hipólito Yrigoyen para construir o Palacio de Hacienda.
A Casa Rosada está sendo restaurada desde 1989. Em sua parte posterior foram encontrados restos do antigo Forte e da Aduana Nueva, que foram conservados e é onde funciona o Museo de la Casa de Gobierno.
=== Escritor ===
=== [http://www.orgjr.wordpress.com Jefferson Rodrigues] ===
 
{{Palácios Reais e Presidenciais}}
{{Palácios presidenciais da América do Sul}}
[[Categoria:Política da Argentina]]
[[Categoria:Palácios da Argentina]]
 
== Links externos ==
*[http://www.portaldointercambio.com.br/ Portal do intercambio]
== Fonte ==
*[http://www.portaldointercambio.com.br/ Fonte: www.portaldointercambio.com.br]
2 236

edições