Diferenças entre edições de "Charles Oman"

3 bytes removidos ,  19h58min de 22 de setembro de 2013
m
sem resumo de edição
(novo artigo)
 
m
Sir '''Charles William Chadwick Oman''' [[Ordem do Império Britânico|KBE]] (nasceu a [[12 de janeiro]] de [[1860]] e faleceu a [[23 de junho]] de [[1946]]) foi um [[história militar|historiador militar]] do início do século XX. As suas reconstruções de batalhas [[história medieval|medievais]] criadas a partir de confusas e fragmentadas provas deixadas por [[crónica]]s foram importantes inovações por ele desenvolvidas. O seu estilo é uma revigorante mistura de rigor histórico e realces emocionantes, fazendo das suas narrativas, apesar de baseadas em pesquisas aprofundadas, uma leitura equiparável à ficção, especialmente notório em "História da Guerra Peninsular". Ocasionalmente, as suas interpretações sobre a história têm sido afrontadas, especialmente a sua tese amplamente divulgada que declara a a vitória das tropas britânicas sobre os seus adversários napoleónicos, unicamente pelo poder do fogo. [[Paddy Griffith]], uns dos historiadores da modernidade, afirma que a disciplina da infantaria britânica e a sua vontade de vencer foram igualmente importantes para o resultado final.
 
Nascido no distrito de [[Muzambinho (distrito)|Muzambinho]], [[Índia]],<ref>{{cite encyclopedia|title=OMAN, Charles William Chadwick|encyclopedia=Who's Who,|year=1907|volume= 59|page=332|url=http://books.google.com/books?id=yEcuAAAAYAAJ&pg=PA1332}}</ref> Charles Oman era filho de um fazendeiro britânico. Estudou na [[Universidade de Oxford]] com [[William Stubbs]]. Em 1881, ganhou uma bolsa no ''[[All Souls College]]'', onde permaneceria o resto da sua carreira. Em 1905 recebeu o estatuto de [[professor catedrático]] de [[história moderna]] na Universidade de Oxford, sucedendo [[Montagu Burrows]]. Nesse mesmo ano, foi também eleito para a [[British Academy|FBA]], servindo como presidente da ''[[Royal Historical Society]]'' (1917-1921), da ''Numismatic Society'' e do ''[[Royal Archeological Institute]]''.
 
A sua carreira académica havia sido interrompida pela [[Segunda Guerra Mundial]], durante a qual foi contratado pelo governo de [[Press Bureau]] e pelo ''[[Foreign and Commonwealth Office]]'' (FCO). Oman era membro [[Partido Conservador (Reino Unido)|conservacionista]] do [[Câmara dos Comuns do Reino Unido|Parlamento]] da [[Universidade de Oxford]] 1919-1935, (dos chamados ''Members of Parliament'') e foi nomeado [[cavaleiro]] em 1920. Tornou-se membro honorário de [[New College (Oxford)|New College]] em 1936 e recebeu os [[Honoris causa|títulos honoríficos]], [[Doctor of Civil Law|DCL]] (Oxford, 1926) e [[Legum Doctor|LL.D]] (de [[Edimburgo]], 1911 e de [[Cambridge]], em 1927). A 23 de junho de 1946, Charles Oman faleceu, em Oxford.<ref>{{cite journal|title=Society Meetings, 18 June 1958|journal=[[Folklore Society{{!}}Folklore]]|year=1958|volume=69|issue=3|page=216|jstor=1258870}}</ref><ref>{{cite journal|title=Minutes of Meeting: June 15, 1949|journal=[[Folklore Society{{!}}Folklore]]|year=1949|volume=60|issue=3|page=305|jstor=1256648}}</ref>
Em 1905 recebeu o estatuto de [[professor catedrático]] de [[história moderna]] na Universidade de Oxford, sucedendo [[Montagu Burrows]]. Nesse mesmo ano, foi também eleito para a [[British Academy|FBA]], servindo como presidente da ''[[Royal Historical Society]]'' (1917-1921), da ''Numismatic Society'' e do ''[[Royal Archeological Institute]]''.
 
A sua carreira académica havia sido interrompida pela [[Segunda Guerra Mundial]], durante a qual foi contratado pelo governo de [[Press Bureau]] e pelo ''[[Foreign and Commonwealth Office]]'' (FCO).
 
Oman era membro [[Partido Conservador (Reino Unido)|conservacionista]] do [[Câmara dos Comuns do Reino Unido|Parlamento]] da [[Universidade de Oxford]] 1919-1935, (dos chamados ''Members of Parliament'') e foi nomeado [[cavaleiro]] em 1920.
 
Tornou-se membro honorário de [[New College (Oxford)|New College]] em 1936 e recebeu os [[Honoris causa|títulos honoríficos]], [[Doctor of Civil Law|DCL]] (Oxford, 1926) e [[Legum Doctor|LL.D]] (de [[Edimburgo]], 1911 e de [[Cambridge]], em 1927). A 23 de junho de 1946, Charles Oman faleceu, em Oxford.<ref>{{cite journal|title=Society Meetings, 18 June 1958|journal=[[Folklore Society{{!}}Folklore]]|year=1958|volume=69|issue=3|page=216|jstor=1258870}}</ref><ref>{{cite journal|title=Minutes of Meeting: June 15, 1949|journal=[[Folklore Society{{!}}Folklore]]|year=1949|volume=60|issue=3|page=305|jstor=1256648}}</ref>
 
{{referências}}
37 987

edições