Abrir menu principal

Alterações

1 880 bytes adicionados, 16h28min de 27 de setembro de 2013
bot: revertidas edições de 189.69.248.93 ( modificação suspeita : -15), para a edição 36611030 de Zoldyick
[[Imagem:Survivors liberation dachau.jpg|thumb|direita|250px|Prisioneiros sobreviventes no [[campo de concentração de Dachau]] no dia da liberação em [[1945]]. Dos 2.600 clérigos católicos que foram presos lá durante a [[Segunda Guerra Mundial]] devido ao anticatolicismo da [[Alemanha nazista]], 2000 foram mortos.<ref>''Vidmar, John'' (2005). ''The Catholic Church Through the Ages. Paulist Press.'' ISBN 0809142341.</ref>]]
No final da Idade Antiga o Catolicismo foi imposto por Constantino I a todos os súditos do Imperium isso findou a liberdade religiosa e por isso foi uma negação da propriedade privada. Vários conservadores lutaram contra o golpe católico mas foram cruelmente mortos.
 
O '''anticatolicismo''' é um termo genérico para a [[discriminação]], hostilidade ou [[preconceito]] contra o [[catolicismo]], e especialmente contra a [[Igreja Católica]], seus [[padre]]s ou dos seus adeptos. O termo também se aplica à [[perseguição religiosa]] dos católicos ou a uma "orientação religiosa que se opõe ao catolicismo".<ref>anti-catholicism. Dictionary.com. WordNet 3.0. Princeton University. http://dictionary.reference.com/browse/anti-catholicism (accessed: November 13, 2008).</ref>
No início da Idade Moderna, a Igreja Católica Romana lutou para manter o seu tradicional poder religioso e político contra o nascente secularismo na Europa. Como resultado destas lutas surgiram a hostilidade contra o considerável poder político, social, espiritual e religioso do papa e do clero católico.
 
No início da [[Idade Moderna]], a Igreja Católica Romana lutouachou-se envolvida em conflitos para manterconservar o seu tradicional poder religiosopolítico e políticoreligioso mantido durante toda a [[Idade Média]] contra o nascente [[secularismo]] na [[Europa]]. Como resultado destas lutasda surgiramprogressiva decadência política da [[Igreja Católica Romana]], a hostilidade contra o considerável poder [[político]], [[social]], [[espiritual]] e religioso do papa[[Papa]] e do [[clero]] católico ganharam força.
Na Idade Contemporânea tornou-se possível ao Ocidente ter Estado laico. O Liberalismo, o Positivismo e o Socialismo Cientifico tornaram-se inimigos da chamada I.C.A.R. .
 
Esta tendência ao [[anticlericalismo]] foi agravada pela alegada crise da autoridade espiritual do Papa no tempo da [[Reforma Protestante]], levando à fragmentação do catolicismo e, consequentemente, à ruptura da unidade do [[Cristianismo|Cristianismo Ocidental]]. Alimentado pelo desenvolvimento das [[Humanismo|doutrinas humanistas]] e da ciência contemporânea, o anticatolicismo assumiu um papel predominante nas guerras religiosas que varreram a Europa no {{séc|XVII|x}}, o que viria a definir o novo mapa religioso europeu. Assim sendo, muitos países da Europa abandonaram o catolicismo e aderiram aos princípios da Reforma Protestante.
 
Em tempos mais recentes, o anti-catolicismo assumiu várias formas, incluindo a perseguição de católicos como membros de uma minoria religiosa em algumas localidades, agressões por parte dos governos contra eles, discriminação, profanação de igrejas e santuários, e ataques virulentos ao clero e leigos.
 
== Ver também ==
* [[Críticas à Igreja Católica]]
* [[Anticristianismo]]
* [[Mártir]]
 
{{referências}}
 
{{Igreja Católica2}}
 
{{Esboço-catolicismo}}
 
{{DEFAULTSORT:Anticatolicismo}}
[[Categoria:Criticismo de religião]]
[[Categoria:Igreja Católica]]