Diferenças entre edições de "Sozópetra"

4 bytes removidos ,  06h51min de 12 de outubro de 2013
m
sem resumo de edição
m
'''Sozópetra''' ({{langx|el|Σωζόπετρα||Sōzópetra}}; também {{langx|el|Ζιζόατρα||Zizóatra}} e {{langx|el|Ζάπετρα||Zápetra}}; em árabe Zibaṭra ou Zubaṭra) é uma antiga [[cidade]] de [[Capadócia]], [[Região da Anatólia Central|Anatólia Central]], que faz fronteira com a [[Síria]], 56 km a sudoeste de [[Melitene]]. Segundo fontes bizantinas, Sozópetra foi a cidade natal de [[Al-Mu'tasim]].{{harvref|Vasiliev|1968|p=140-141}} Porém, historiadores sugerem que este testemunho teve origem de uma lenda posterior,{{harvref|Treadgold|1988|p=440}} criada em paralelo à captura de Sozópetra em 837 com a do local de nascimento do imperador [[imperadorTeófilo (imperador)|Teófilo]] ([[Amório]]), em 838. É plausível que este ''mito'' tenha sido criado pelos historiadores bizantinos, com o intuito de enfraquecer a importância da derrota dos império em [[Amório]], bem como a causa da anterior captura do berço do califa, comandada por Teófilo.{{harvref|Hild|1981|p=287}} Em contraste, alguns documentos históricos credibilizam a informação das fontes bizantinas como a mais provável.{{harvref|Amantos|1963|p=204}}
 
Em 838, durante a campanha militar do [[califa abássida]] [[Al-Mu'tasim]] (r. 833-842), uma das muitas operações militares árabes organizadas contra o [[Império Bizantino]] desde o século VII até ao século XI, com o principal objetivo de enfraquecer o Império e ganhar controle sobre a Ásia Menor e do Ocidente que resultou numa tremenda destruição da cidade; o papel decisivo sobre a realização desta batalha, bem como a intensa atmosfera em que se baseou a operação sob o nome dos árabes, foi fracassado pela vitória do imperador [[Teófilo (imperador)|Teófilo]] em 1837, durante a qual Sozópetra foi destruída e numerosas atrocidades foram cometidas contra a população da cidade. Após este acontecimento, e em combinação com a política bizantina que apoiava os rebeldes persas governados por [[Bābak]],{{harvref|Rosser|1974|p=265}} Al-Mu'tasim projetou uma rápida e dinâmica reacção militar. Porém, os problemas que enfrentou dentro do [[califado]], devido à rebelião persa,{{notaNT|A revolta de Babak teve como objetivo promover reformas sociais dentro do califado. Esta ocorreu de 816 até setembro de 837, quando foi suprimida pelo califa al-Mu'tasim.}} adiou o cumprimento do seu objetivo. As tropas árabes suprimiram o movimento de Bābak e capturaram o seu líder em setembro de 837 (Bābak foi executado em janeiro de 838). Com isto, o governante árabe conseguiu finalmente direcionar todas as suas forças contra o Império Bizantino (''ver:'' [[Batalha de Anzen]]).<ref name=Asiaminor />{{harvref|Haldon|2001|p=80}}<ref name=EHW1 />{{harvref|Treadgold|1997|p=440–441}}
 
{{Notas|grupo=nt}}