Abrir menu principal

Alterações

26 bytes adicionados ,  08h21min de 13 de outubro de 2013
sem resumo de edição
Na metade do século XI, durante a administração do hegumenos Simeão, um monge chamado [[Niketas Stethatos]], um discípulo de [[Simão, o Novo Teólogo]], criticou alguns costumes da [[Igreja Católica Romana|Igreja Latina]] em dois livros que ele escreveu sobre o uso de [[pão ázimo]], o [[domingo#cristianismo|descanso aos domingos]] e o [[celibato|casamento clerical]]. Em 1054 d.C., ele [[:wikt:abjurar|abjurou]] suas convicções na presença do imperador, do patriarca e de [[legado papal|legados papais]], além de atirar seu próprio livro no fogo. Não existem evidências convincentes de que ele tenha retomado a sua disputa posteriormente.
 
Em relação à vida intelectual no moesteiromosteiro, ele é especialmente celebrado por sua famosa escola de [[caligrafia]], que fora fundada por Teodoro. A arte da [[iluminura]] também era muito pratica, com muitas obras brilhantes tendo saído do ''scriptorium'' do mosteiro e agora preservadas em [[Veneza]], no [[Vaticano]] e em [[Moscou]] (como o [[Saltério de Chludov]]).
[[Ficheiro:One of the exterior facades of the St. John Stoudios (Imrahor) Monastery.jpg| thumb| 250px| direita| Uma das fachadas das ruínas atualmente.]]
Nos séculos VIII e XI, o mosteiro foi o centro da poesia religiosa bizantina, com diversos [[hinologia|hinos]] ainda em uso pela [[Igreja Ortodoxa]]. Além de Teodoro e de Niketas, diversos outros teólogos estuditas são conhecidos. Três monges ascenderam ao [[patriarca de Constantinopla|trono patriarcal de Constantinopla]] - [[Antônio III Estudita]] (r. 974 - 979), [[Sérgio II Estudita]] (r. 1001 - 1019) e [[Aléxio I Estudita]] (r. 1025 - 1043) - e três outros foram imperadores - [[{{Lknb|Miguel |V]], o Calafate}} (r. 1041 - 1042), [[{{Lknb|Isaac |I Comneno]]}} (r. 1057 - 1059) e [[{{Lknb|Miguel |VII Ducas]]}} (r. 1071 - 1078).
 
== Condições atuais ==
A única parte do mosteiro que chegou ao século XX foi a Catedral de São João Batista, provavelmente a mais antiga igreja de Istambul, uma [[basílica]] do século V que foi convertida pelo cavalariço de [[Bayezid II]] na [[mesquita]] ''İmrahor Camii'' (literalmente, ''Mesquita do Mestre dos Estábulos''). A antiga estrutura sofreu graves danos nos grandes incêndios de 1782 e 1920, e também no terremoto de 1894.
 
Logo após o terremoto, um grupo de acadêmicos bizatinistasbizantinistas russos, liderados por [[Fyodor Uspensky]], inauguraram o Instituto Arqueológico Russo nas instalações do mosteiro, mas ele foi suprimido durante a [[Revolução Russa]]. Nas décadas seguintes, as ruínas do mosteiro foram pilhadas pelos habitantes das redondezas em busca de material de construção para reparar suas residências.
 
== Ligações externas ==
* {{1913CE|Studion}}
* {{citar web| url = http://www.byzantium1200.com/studion.html| publicado = Byzantium 1200| título = Monastery of Saint John of Stoudios| língua = inglês| acessodata = 31/07/2011}}
 
 
{{Istambul|igrejas}}