Diferenças entre edições de "Corrente oceânica"

166 bytes adicionados ,  21h03min de 18 de outubro de 2013
m
Revertidas edições por 201.41.176.69 para a última versão por 189.22.171.26, de 20h41min de 13 de agosto de 2013 (UTC)
m (Revertidas edições por 201.41.176.69 para a última versão por 189.22.171.26, de 20h41min de 13 de agosto de 2013 (UTC))
A costa sul do [[Brasil]] é, durante certa parte do ano, banhada por uma terceira corrente marinha a [[Corrente das Malvinas]], proveniente da região do [[círculo polar antártico]] que traz águas frias das áreas da região mais austral do [[Atlântico Sul]], onde chega a ter contato com a [[Corrente Circumpolar Antártica]]. [[File:Oceanic gyres.png|thumb|220px|left]]Este tipo de corrente costuma adentrar sob as águas mais aquecidas de procedência tropical, enquanto que no [[Atlântico Norte]], na região da península ibérica, as mesmas águas que entram e saem pelo [[Estreito de Gibraltar]] no [[Mar Mediterrâneo]] não respeitam esse princípio, devido no percurso, modificarem o grau de salinidade das águas mais aquecidas tornando-as mais pesadas.
 
As correntes marítimas se dividem em plantas oceanográficas confiáveis que se juntam ao utilizar o mesmo método de correntação fluvial, se dividem em correntecorrentes frias e correntes quentes:
 
**Correntes quentes: formam-se na [[zona intertropical]], próxima à [[Linha do Equador]], e movimentam-se em direcção às [[zona polar|zonas polares]].
 
**Correntes frias: formam-se nas zonas [[pólo|polares]] e movimentam-se em direção à região equatorial.