Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 17h24min de 21 de outubro de 2013
m
Reversão de uma ou mais edições de Sarai Lama para a versão 36718153 de Stuckkey (copy/paste de notícia), (com Reversão e avisos).
|acessodata=25 de dezembro de 2010
}}</ref>
 
== No Rio de Janeiro ==
O mercado imobiliário carioca teve ótima expansão no primeiro trimestre de 2013. Dados comprovam que o investimento ainda é uma boa opção para quem procura rentabilizar o seu capital. Segundo a Ademi, o total de unidades lançadas na cidade cresceu 7% sobre o mesmo período (janeiro-março) em 2012: foram 3.144 contra 2.938 unidades apenas um ano antes. O VGV (valor geral de vendas) bateu R$ 1,526 bilhão, com alta de 28,7% ainda na comparação com os três primeiros meses de 2012 - e os lançamentos comerciais se deram muito bem, puxando este saldo: pouco menos de mil unidades somaram 772,5 milhões, mais de cinco vezes o resultado anterior, de R$ 140 milhões. Já as 1.755 unidades residenciais somaram o valor de R$ 573,3 milhões. A carência de imóveis em alguns bairros da cidade carioca dá oportunidades para que o mercado continue aquecido, além de o Rio de Janeiro estar num ótimo momento por ser a Cidade Olímpica.
<ref>{{Citar web
|url= http://www.calper.com.br/blog/35/mercado-de-imoveis-no-rio-continua-aquecido
|título=Mercao de Imóveis no Rio de Janeiro
|obra=www.calper.com.br
}}</ref>
 
 
== {{Ver também}} ==
95 575

edições