Diferenças entre edições de "Cérvix"

1 466 bytes adicionados ,  17h44min de 24 de outubro de 2013
m (A migrar 32 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:q666412)
{{DEFAULTSORT:Cervix}}
[[Categoria:Anatomia humana]]
O câncer de colo do útero, também chamado de câncer cervical, tem início no tecido que reveste esta região; e se desenvolve lentamente. Primeiramente, algumas células normais se transformam em células pré-cancerosas e, mais tarde, em cancerosas.
 
Esse processo pode levar anos, embora em alguns raros casos seja acelerado. Tais alterações recebem o nome de neoplasia intraepitelial cervical (NIC). Em algumas mulheres, elas desaparecem sem necessidade de tratamento, mas podem exigir tratamento para que não se transformem em câncer.
 
Há dois tipos principais de câncer de colo do útero: os carcinomas de células escamosas - que representam entre 80% e 90% dos casos - e os adenocarcinomas, de 10% a 20% do total.
 
A incidência de câncer de colo de útero é muito alta nos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento e mais baixo nos países desenvolvidos. A principal razão é a realização regular de exames preventivos, sobretudo o Papanicolaou, que detecta a doença em seus estágios iniciais, aumentando assim as chances de sucesso do tratamento. Nos países pobres e em desenvolvimento, porém, a procura e o acesso ao exame ainda é problemático, o que explica a alta incidência da doença.
 
No Brasil a incidência de câncer de colo de útero é alta e apenas este ano estima-se a ocorrência de cerca de 19 mil novos casos, o que significa o terceiro câncer mais comum entre as brasileiras, atrás apenas dos de pele e de mama.
Utilizador anónimo