Diferenças entre edições de "Dublinenses"

3 bytes removidos ,  18h56min de 3 de novembro de 2013
m (A migrar 27 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:q459592)
[[Ficheiro:James_Joyce_by_Alex_Ehrenzweig%2C_1915_cropped.jpg|thumb|left| O escritor [[James Joyce]] em [[1915]].]]
 
[[James Joyce]] começou a escrever os contos que compõem os ''DlubinensesDublinenses'' entre 1903 e 1904, enquanto trabalhava também as primeiras versões de ''Um retrato do artista quando jovem'', que seriam publicadas numa revista mensal irlandesa, ''Dana''. Em junho de 1904, Joyce conheceu quem seria sua futura esposa, Nora Barnacle, com quem deixou a [[Irlanda]] para se instalar na Europa Continental. Em 1905, Joyce e Nora se mudaram para Trieste, no norte da [[Itália]], onde o autor escrevia as primeiras versões dos contos.
 
Em outubro do mesmo ano, Joyce havia completado um conjunto de doze contos que se chamariam os dublinenses, e apresentou-os a várias editoras, que recusaram publicá-los. Joyce também apresentou sua coletânea para a editora londrina de Grant Richards, que embora tenha considerado o livro bom, pensou que não faria sucesso no mercado uma vez que tratava da Irlanda. Em 20 de fevereiro de 1906, contudo, Joyce e Richards fizeram um acordo, com Joyce acrescentando uma décima terceira história à coletânea (''Two Gallants''). Esse último conto, contudo, foi considerado demasiado obsceno pelos editores, que pediram que Joyce fizesse algumas alterações em ''Two Gallants'', assim como em ''Counterparts'', se possivel suprimindo ''An Encounter''. Joyce defendeu sua liberdade artística de expressão em negociações posteriores, mas não conseguiu convencer Richards, que lhe enviou as provas de volta no dia 26 de outubro, alegando que seria melhor para a reputação de ambos não publicá-las.<ref>{{Citar web |url=http://books.google.com.br/books?id=-f0IAQAAIAAJ&q=dublinenses+contos&dq=dublinenses+contos&hl=pt-BR&ei=tmWuTbHUJ4Hu0gGmodmxCw&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=3&ved=0CDEQ6AEwAg|título= Joyce, o Romance como forma: ensaio| língua= |autor= Assis Brasil |data= |acessodata=}}</ref>.
Em 1909, Joyce tentou publicar seu livro junto a uma editora irlandesa especializada na publicação de novos textos irlandenses. Um dos diretores da firma, contudo, achou as menções a [[Eduardo VII]] em um dos contos preocupante, levando as negociações a um impasse que culminou, em 1911, com Joyce publicando uma carta à imprensa irlandesa na qual expunha suas dificuldades para imprimir os dublinenses. Em setembro de 1912, os editores irlandeses se recusaram terminantemente a publicar a obra de Joyce, com medo de sofrerem represálias pelo conteúdo dos contos.
 
As negociações com Richards foram retomadas em 1914, quando Joyce, tendo cuidadosamente considerado as possibilidades de ação legal contra a editora, aceitou realizar algumas alterações no texto dos Dublinenses. Além disso, acabou adicionando novos contos à coletânea. O livro foi finalmente publicado em 15 de junho de 1914, às vésperas da [[Primeira Guerra Mundial]], tendo sido recebido por um completo silêncio por parte da crítica e do público. <ref> Ellmann, Richard. James Joyce. Oxford University Press, 1959, revised edition 1983.</ref>
 
 
== Contos ==
Utilizador anónimo