Diferenças entre edições de "Santuário dos grandes deuses de Samotrácia"

 
===Os ritos===
[[Imagem:Samothraki Hieron.jpg|200px300px|left|thumb|Vista das ruinas do Hierom ( 13)]]
O espaço do santuário era aberto a todos que desejassem cultuar os deuses, embora as edificações consagradas aos mistérios era reservada somente aos [[iniciado]]s. Os ritos mais comuns não se distinguiam daqueles praticados nos outros santuários gregos: [[prece]]s e [[súplica]]s acompanhadas de sangrentos sacrifícios de animais domésticos (carneiros e porcos), queimados em [[holocausto]] no fogo sagrado, assim como libações feitas às divindades chthonienses nos tanques rituais de forma circular ou retangular, os ''bothroi''. eram utilizados numerosos [[altar]]es de pedra, o maior coberto, no fim do século IV aC.por uma cobertura monumental ( 11).
 
Por volta de 200aC., uma competição dionisíaca foi adicionada ao festival, facilitada pela construção de um teatro (10) oposto ao grande altar (11). De acordo com mitos locais, foi nessa época que a cidade de samotrácia honrou o poeta Iasos em Cária por ter composto a tragédia ''Dardanos'' e ter feito outros sobre a ilha, a cidade e o santuário.
 
Numerosas [[Oferta votiva|ofertas votivas]] eram feitas ao santuário, e eram guardadas num edifício próprio, próximo ao grande altar (12). As oferendas podiam ser estátuas de bronze, mármore ou argila, armas, vasos, etc. Outrossim, como Samotrácia era local de frequentadas rotas marítimas, o culto das ''CabiriasCabírias''era muito popular, e numerosas ofertas votivas , embora muito modestas não menos intensas, lhes eram destinadas: conchas e anzóis foram encontrados em escavações, ofertas de marinheiros e pescadores pela proteção contra os perigos do mar.
 
===A iniciação===
52 347

edições