Abrir menu principal

Alterações

20 bytes removidos, 01h02min de 13 de dezembro de 2013
sem resumo de edição
[[Ficheiro:Magadha.GIF|right|thumb|300px| Extensão apróximada do estado Magadha no século V a.C.]]
[[Ficheiro:Ancient india.png|thumb|right|300px|O estado Magadha, cerca de 600 a.C., antes da sua expansão]]
O antigo reino de '''Magadha''' (मगध) formava um dos 16 [[Mahajanapadas|mahājanapadas]] ("grandes países", em [[sânscrito]]). O coração deste reino era uma porção de [[Bihar]] que fica a sul do [[Ganges]], com a sua capital em [[Rajgir|Rajagriha]] (atualmente Rajgir). Magadha expandiu-se até incluir a maior parte de Bihar e de [[Bengala]] com a conquista de [[Licchavi]] e [[Anga]] respectivamente.<ref>Ramesh Chandra Majumdar (1977). ''Ancient India''. Motilal Banarsidass Publ. ISBN 8120804368.</ref> O antigo reino de Magadha é mencionado no [[Ramayana]], [[Mahabharata]], nos [[Puranas]], e muito mencionado nos textos [[Budismo|budistas]] e [[Jainismo|jainistas]]. A primeira referência aos Magadha ocorre no [[Atharva-Veda]] onde eles são encontrados ao lado dos [[anga]]s, [[Gandhara|gandharis]] e dos mujavats como um povo desprezado. Duas das maiores religiões da Índia tiveram origem em Magadha; [[Gautama Buddha]] no século VI a.C. ou no século V a.C. foi o fundador do [[Budismo]], que mais tarde se espalhou para a [[Ásia Oriental]] e [[Sudeste Asiático]], enquanto [[Mahavira]] fundou o [[Jainismo]]. Dois dos maiores impérios da Índia, [[Império MauryaMáuria]] e o [[Dinastia Gupta|Império Gupta]], entre outros, tiveram origem em Magadha. O reino Magadha incluía comunidades republicanas tais como Rajakumara. Os aldeões tinham as suas próprias assembleias dirigidas pelos seus chefes locais, chamados [[Gramaka]]s. A sua administração era dividida em funções executivas, judiciais, e militares.
 
== Geografia ==
Em 326 a.C., o exército de [[Alexandre, o Grande]] aproximou-se das fronteiras do Império de Magadhan. O exército, exausto e assustado com a possibilidade de enfrentarem outro gigantesco exército indiano no rio Ganges, amotinaram-se no rio Beas e recusaram-se a marchar mais para Este. Alexandre, depois de se reunir com um dos seus oficiais, [[Coenus]], ficou convencido de que seria melhor regressarem, e assim seguiram para sul, conquistando o seu caminho ao longo do Indo até ao Oceano.
 
Um pouco mais tarde, Magadha tornou-se a sede do [[Império MauryaMáuria]], fundado por [[Chandragupta Maurya|ChandraguptaMáuria]], que se estendeu a maior parte do Sul e Sudeste Asiático sobre a liderança de [[Asoka]]; e, mais tarde, do poderoso [[Império Gupta]]. A capital do Império MauryaMáuria, [[Pataliputra]] (moderna [[Patna, India|Patna]]), era inicialmente uma fortaleza de Magadhan e tornou-se capital pouco depois do reinado de Ajatashatru. Chandragupta destruiu a dinastia Nanda, por volta de [[321 a.C.]], e tornou-se o primeiro rei do grande Império MauryaMáuria.
 
== Dinastias de Magadha ==
Entre os dezesseis Mahajanapadas, o reino de Magadha ganhou a proeminência debaixo do reinado de várias dinastias, cujo o pico de poder foi durante o reinado de [[Asoka|Asoka MauryaMáuria]], um dos mais legendários e famosos imperadores da Índia. O reino de Magadha emergiu como uma grande potência a seguir a subjugação dos seus vizinhos, e possuía um poder militar sem paralelo.
 
=== Dinastia Brihadratha ===
 
=== Dinastia Nanda ===
A [[dinastia Nanda]] foi estabelecida por um filho ilegítimo do rei [[Mahanandin]] da anterior [[dinastia Shishunaga]]. [[Mahapadma Nanda]] morreu com a idade de 88 anos, governando durante a maior parte desta dinastia de 100 anos. Os Nandas foram seguidos pela dinastia [[Maurya]]dinastia máuria.
 
=== Dinastia MauryaMáuria ===
[[Ficheiro:Mauryan Empire Map.gif|left|200px|thumb|O impérioImpério MauryaMáuria na sua maior extensão]]
Em [[321 a.C.]], o general exilado [[Chandragupta MauryaMáuria]] fundou a dinastia Mauryamáuria depois de destronar o rei Dhana Nanda. Durante esta época, a maior parte do subcontinente ficou unida sob um governo único pela primeira vez. Aproveitando a destabilização da Índia Setentrional devido às incursões Persas e Gregas, o Império MauryaMáuria sob Chandragupta não só conquistaria a maior parte do subcontinente indiano, mas também iria estender as suas fronteiras até à [[Pérsia]] e [[Ásia Central]], conquistando a região de [[Gandhara]]. Chandragupta foi sucedido pelo seu filho [[Bindusara]], que expandiu o reino sobre a maior parte do que é hoje a Índia actual, com excepção do extremo norte e extremo sul.
 
A única região que não ficou sobre o domínio Mauryamáuria foi a actual [[Tamil Nadu]] e [[Kerala]] (que era um antigo reino Tamil). Existem referências num dos mais antigos escritos Tamil, o ''[[Purananuru]]'', de que o exército Mauryamáuria foi expulso por um exército Tamil unificado sob a liderança de Ilanchetchenni, um rei da [[dinastia Chola|Chola]].
 
A Bindusara sucedeu o seu filho [[Asoka]] o Grande que inicialmente procurou expandir o reino. Na sequência da carnificina causada pela invasão de [[Kalinga (India)|Kalinga]], ele renúniciourenunciou ao derramamento de sangue e seguiu uma política de não-violência ou ''ahimsa'' depois de se converter ao Budismo. A dinastia Mauryamáuria sob [[Asoka]] foi responsável pela proliferação do [[Budismo]] através de toda a Ásia Oriental e Sudeste Asiático, alterando de forma decisiva a história e desenvolvimento da Ásia como um todo. [[Asoka]] o Grande foi descrito como um dos maiores líderes que o Mundo já viu.
 
[[Ficheiro:Sanchi2.jpg|thumb|250px|Stupa budista em [[Sanchi]], construída durante o período Sunga]].
 
=== Dinastia Sunga ===
A dinastia Sunga foi estabelecida em 185 a.C., cerca de cinquenta anos depois da morte de Asoka, quando o rei [[Brihadratha]], o último dos governantes Mauryasmáurias, foi assassinado pelo seu comandante em chefe das forças armadas Mauryasmáurias, [[Pusyamitra Sunga]], e então este ascendeu ao trono.
 
[[Ficheiro:Sanchi2.jpg|thumb|250px|Stupa budista em [[Sanchi]], construída durante o período Sunga]].
* [[Dashasidkhaka de Magadha]]
* [[Kaivarta de Magadha]]
* [[Dhana de Magadha]] (''Agrammes'', ''Xandrammes'') (até [[321 a.C.]]), perdeu o seu império para [[Chandragupta MauryaMáuria]] depois de ser derrotado por ele
 
=== [[Dinastia MauryaMáuria]] (324-184 a.C.) ===
* [[Chandragupta Maurya|'''Chandragupta''' MauryaMáuria]] ([[Sandrakottos]]) (324-301 a.C.), fundador do Império MauryaMáuria depois de derrotar [[Dinastia Nanda|Império Nanda]] e o [[Império Selêucida]], afirmava ser descendente da dinastia [[Shakya]].
* [[Bindusara Amitraghata]] (301-273 a.C.)
* [[Ashoka|'''Ashoka''' Vardhana]] (273-232 a.C.), considerado o maior imperador na história da Índia, foi o primeiro a unificá-la. Adotou o [[Budismo]] como religião oficial do império, defendeu os direitos dos animais e promoveu a não-violência.
* [[Dasaratha MauryaMáuria]] (232-224 a.C.)
* [[Samprati de Magadha]] (224-215 a.C.)
* [[Salisuka de Magadha]] (215-202 a.C.)
* [[Devavarman de Magadha]] (202-195 a.C.)
* [[Satadhanvan de Magadha]] (195-187 a.C.), o Império MauryaMáuria havia encolhido por altura do seu reinado
* [[Brhadrata de Magadha]] (187-184 a.C.), assassinado por [[Pusyamitra Sunga|Pusyamitra Shunga]]