Abrir menu principal

Alterações

Hipóstase

Sem alteração do tamanho, 19h36min de 13 de dezembro de 2013
na citação de Sartre, onde estava escrito "filosfia" corrigi para "filosofia"
 
No artigo [[Questões de Método]], que serve de Introdução ao livro [[Crítica da Razão Dialética]], do filósofo francês [[Jean-Paul Sartre]], podemos obter um bom exemplo do emprego contemporaneo do termo hipóstase:
{{citação2|Para alguns, ''a'' Filosofia aparece como um meio homogêneo: os pensamentos nascem e morrem nele, os sistemas nele se edificam para nele desmoronar. Outros consideram-na como uma certa atitude cuja adoção estaria sempre ao alcance de nossa liberdade. Ainda para outros, é vista como determinado setor da cultura. Em nossa opinião, ''a'' FilosfiaFilosofia ''não existe''; sob qualquer forma que seja considerada, essa sombra da ciência, essa eminência parada da humanidade não passa de uma abstração [[hipostasiada]]. De fato, existem ''várias'' filosofias. Ou melhor - porque nunca encontrareis, em determinado momento mais do que ''uma'' que seja viva -, em certas circunstâncias bem definidas, ''uma'' filosofia se constitui para dar expressão ao movimento geral da sociedade; e, enquanto vive, é ela que serve de meio cultural aos contemporâneos. Esse objeto desconcertante apresenta-se, ''simultaneamente'' sob aspectos profundamente distintos, cuja unificação opera constantemente.|[[Crítica da Razão Dialética]]|[[Jean-Paul Sartre]]}}
 
Nesse parágrafo, Sartre demonstra como a idéiaideia de ''uma'' Filosofia, normalmente designada por nós como ''a'' Filosofia, na verdade, só existe em nossa mente. O que a história demonstra é que cada período possuí a sua filosofia, não podendo unificar tudo isso ao nome de ''a'' Filosofia.
 
== {{Ver também}} ==
79

edições