Diferenças entre edições de "George Pólya"

119 bytes removidos ,  00h41min de 15 de dezembro de 2013
m
Fontes
m (Fontes)
{{Sem-fontes|data=Fevereiro de 2008}}
{{Info/Cientista
|nome =George Pólya
'''George Pólya''' ([[Língua húngara|em húngaro]]: '''Pólya György''') ([[Budapeste]], [[13 de Dezembro]] de [[1887]] — [[Palo Alto]], [[7 de Setembro]] de [[1985]]) foi um [[Matemática|matemático]] [[Hungria|húngaro]].
 
== Vida e obra ==
Pólya trabalhou em grande variedade de tópicos matemáticos, incluindo [[série]]s, [[teoria dos números]], [[combinatória]] e [[teoria das probabilidades]]. No fim da sua vida tentou caracterizar o modo como a maioria resolvia problemas de matemática, e tentou descrever como devia ser ensinada a resolução de problemas.
''Pólya György'' nasceu em [[Budapeste]], [[Áustria-Hungria]] de pais [[asquenazes]], Anna Deutsch e Jakab Pólya que, posteriormente, se converteram ao catolicismo romano em 1886.<ref>GAP System, ''[http://www.gap-system.org/~history/Biographies/Polya.html George Pólya]''</ref> Embora seus pais eram religiosos, George Pólya se tornou um agnóstico.<ref>{{cite book|title=George Pólya: master of discovery 1887-1985|year=1993|publisher=Dale Seymour Publications|isbn=9780866516112|author=Harold D. Taylor, Loretta Taylor|page=50|quote=Plancherel era um militar, um coronel do exército suíço e um católico devoto; Pólya não gostava de cerimônias ou atividades militares e era um agnóstico que se opunha às religiões hierárquicas.}}</ref> Foi professor de matemática 1914-1940 em [[ETH Zürich]] na Suíça e 1940-1953 na [[Stanford University]]. Pólya permaneceu como Professor Emérito da Stanford o resto de sua vida e carreira. Ele trabalhou em uma variedade de tópicos matemáticos, incluindo [[série (matemática) | séries]], [[teoria dos números], [[análise matemática]], [[geometria]], [[álgebra]], [[combinatória]] e [[probabilidade]].<ref>{{cite book|last = Roberts|first= A. Wayne|year= 1995| title = Faces of Mathematics, Third Edition|publisher = HaperCollins College Publishers| location=New York, NY USA|isbn = 0-06-501069-8|pages=479}}</ref>
Escreveu três livros sobre este tema: ''How to Solve It'', ''Mathematics and Plausible Reasoning Volume I: Induction and Analogy in Mathematics'', e ''Mathematics and Plausible Reasoning Volume II: Patterns of Plausible Reasoning''.
 
Em ''How to solve it'', Pólya descreve como se deve induzir quem resolve problemas de todos os tipos, mesmo os que não são de matemática. O livro inclui conselhos para professores de matemática e uma mini enciclopédia de termos heurísticos.
 
Em 1976 a [[Mathematical Association of America]] criou o Prémio George Pólya "for articles of expository excellence published in the College Mathematics Journal". No livro ''Mathematics and Plausible Reasoning Volume I'', Pólya discute o raciocínio indutivo em matemática, o que para ele significa raciocinar partindo de casos particulares até a lei geral. No livro ''Mathematics and Plausible Reasoning Volume II'', Pólya descreve outras formas de lógica indutiva que podem ser usadas para determinar até aonde uma conjectura é plausível. Neste segundo volume Pólya também fala dos seus interesses em matemática, ciências da natureza, psicologia cognitiva, entre outros.
 
{{referências}}
==Ligações externas==
*{{MacTutor Biography|id=Polya}}