Abrir menu principal

Alterações

54 bytes adicionados ,  23h07min de 25 de dezembro de 2013
sem resumo de edição
Na guerra contra os [[Pártia|partos]] que se seguiu, ele serviu com distinção, o que resultou numa série de promoções, e após colocações na [[Britânia (província romana)|Britânia]] (como tribuno militar da [[Legião VI Victrix|VI Legião ''Victrix'']]) e na frente do [[Danúbio]], serviu como ''procurator'' na [[Dácia]]. A sua carreira sofreu um percalço devido a intrigas na corte, durante o reinado de [[Marco Aurélio]], mas em breve Pertinax seria chamado de volta para assistir [[Cláudio Pompeiano]] nas [[Guerras Marcomanas]].
 
Em [[175]], recebeu a honra de servir como [[cônsul sufecto]] (suplente) e até [[185]], serviu como governador das províncias da Alta[[Mésia Superior]] e Baixa [[Mésia Inferior|Inferior]], [[Dácia (província romana)|Dácia]], [[Síria (província romana)|Síria]] e finalmente como governador da [[Britânia (província romana)|Britânia]].
 
Na década de [[180]], Pertinax tomou parte activa no [[senado romano]] até que o [[prefeito do pretório]], Perennis, o forçou a retirar-se da vida pública. Foi chamado de volta após três anos, para ir à Britânia, cujo exército se tinha entretanto amotinado. Ele tentou suprimir a revolta, mas uma legião amotinou-se e atacou a sua guarda pessoal, acreditando que estava morto. Quando recuperou, puniu os amotinados severamente, o que levou à sua crescente reputação como disciplinador. Quando, em [[187]], foi forçado a demitir-se, a razão dada foi que as legiões lhe eram hostis por causa do seu comando duro.