Diferenças entre edições de "Epifania do Senhor"

Sem alteração do tamanho ,  08h34min de 6 de janeiro de 2014
m (A migrar 57 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:q132001)
[[Imagem:WiseMenAdorationMurillo.png|thumb|direita|''[[Adoração dos Magos]]'' por [[Bartolomé Esteban Murillo]], século XVII, ([[Museu de Arte de Toledo]], [[Ohio]].]]
 
A '''Epifania do Senhor''' (do [[Língua grega antiga|grego]]: ''Ἐπιφάνεια'', : "a aparição; um fenômeno miraculoso") é uma festa religiosa [[cristianismo|cristã]] que celebrava-se celebrava no dia [[6 de janeiro]], ou seja, doze dias após o [[Natal]], porém, a partir da reforma do calendário litúrgico em [[1969]] passou a ser comemorada 2 domingos após o Natal.
 
A Epifania representa a manifestação de [[Jesus Cristo]] como o enviado de Deus Pai, quando o filho do [[Deus|Criador]] dá-se a conhecer ao Mundo. Na narração [[Bíblia|bíblica]] Jesus deu-se a conhecer a diferentes pessoas e em diferentes momentos, porém o mundo cristão celebra como epifanias três eventos: a Epifania propriamente dita perante os [[Três Reis Magos|magos do oriente]] (como está relatado em [[Mateus Evangelista|Mateus]] 2, 1-12) e que é celebrada no dia 6 de Janeiro; a Epifania a [[João Baptista|João Batista]] no [[rio Jordão]]; e a Epifania a seus discípulos e início de sua vida pública com o milagre de Caná quando começa o seu ministério.
 
No sentido literário, a "epifania" é um momento privilegiado de revelação, quando acontece um evento ou incidente que "ilumina" a vida da personagem.
Utilizador anónimo