Diferenças entre edições de "Silabário"

20 bytes removidos ,  12h20min de 13 de fevereiro de 2014
Desfeita a edição 38155259 de João Pedro Corrêa Eboli
(Desfeita a edição 38155259 de João Pedro Corrêa Eboli)
A língua portuguesa, por outro lado, permite estruturas silábicas mais complexas, tornando problemático escrevê-la com um silabário. Para escrever português com um silabário, cada sílaba possível de uma palavra portuguesa teria de possuir um símbolo separado. Portanto, seria necessário ter símbolos separados para "ca", "ce", "cal", "cai", "can", "cen", "ci", "cin", "cau", etc.
 
Outras línguas que usam ou usaram escrita silábica são o [[língua grega|grego]] [[Micenas|micénico]] ([[Linear B]]) e línguas nativas americanas, tais como as línguas maias e o [[alfabeto cherokee|cherokee]]. Várias línguas do [[Oriente Próximo]] antigo usavam o [[cuneiforme]], que é um silabário com alguns elementos não-silábicos.
 
Outros exemplos de silabários são a '''[[Escrita etíope]]''', usada para línguas como o [[Língua amárica|amárico]], o [[Língua tigrinya|tigrínia]], e os '''[[Silabários Aborígenes Canadianos]]''', usados para algumas [[línguas algonquinas]] e algumas [[línguas esquimo-aleutianas]].