Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina: diferenças entre revisões

Typos e foto de cegonhas nas falésias.
m (Nova ligação externa)
(Typos e foto de cegonhas nas falésias.)
}}
[[Ficheiro:Burgau, Algarve, Portugal.jpg|thumb|Zona oeste da Praia de Burgau.]]
[[File:W20120331pt cabo sardao DSC08981.jpg|thumb|Esta costa, como por exemplo no [[Cabo Sardão]], é o único local do mundo em que as [[cegonha|cegonhas]] nidificam nos rochedos marítimos.]]
O '''[[Parque natural|Parque Natural]] do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina''' localiza-se no litoral sudoeste de [[Portugal]], entre a ribeira da Junqueira, em [[Praia de São Torpes|São Torpes]], e a praia de [[Praia do Burgau|Burgau]], com uma extensão de 110 km, numa área total de 74 414,89 hectares, correspondendo a área terrestre a 56 952,79 ha e a área marinha adjacente a 17 461,21 ha.
 
== Território ==
O regime de ventos é um importante factor no clima da região. Os [[ventos dominantes]] são os do quadrante norte. Por vezes ocorrem ventos de sudoeste, principalmente no inverno, enquanto os de levante ocorrem com baixa incidência o ano todo. Nas tardes de verão são comuns brisas marítimas intensas e carregadas de humidade.
 
As temperaturas aumentam de norte para sul; as médias anuais são de 16/17 °C em Monte Velho e Sines e de 17/18 °C em Vila do Bispo e Sagres, no verão (junho a setembro) as medias mensais rondam os 20-23º e no inverno (dezembro a fevereiro) os 11/13º com picos anuais que podem variar entre os -4º (no interior em janeiro) e os 40º em julho.
 
A zona do promontório de Sagres tem a menor amplitude térmica de Portugal Continental.
 
A [[Chuva|precipitação]] máxima ocorre em Dezembrodezembro, sendo os valores médios anuais entre os 400 mm, na zona de Sagres e os 600/800 mm, nas serras do interior e no restante litoral a norte de Odeceixe. Em geral, chove mais para norte e para o interior (área serrana), a época chuvosa fixa-se entre novembro e abril.
 
A precipitação apresenta um carácter torrencial típico do sul do pais e das restantes áreas mediterrâneas.
A insolação media anual é muito elevada, das mais altas do pais e da europa.
 
O mar apresenta-se, regra geral, mais revolto que o do algarveAlgarve, mas mais calmo que o do litoral a norte do caboCabo rasoRaso, a ondulação predomina de NW/WNW com 2m2 m.
 
Quando fortes sistemas depressionariosdepressionários se aproximam da costa ou a atingem directamentediretamente, no período do inverno, podem ocorrer temporais de W/SW com ondulação até 10m10 m.
 
A água do mar é muito rica em biodiversidade e pura mas também fresca, dado o frequente ''upwelling'', sendo quecom a temperatura variavariando entre os 14/15º em fevereiro e os 20/21º em setembro.
 
== Flora ==
 
=== Répteis ===
Entre os [[répteis]] encontram-se, por exemplo, a [[Colubridae|cobra-rateira]] (''Malpolon monspessulanus'') e a ''[[Coronella girondica|cobra-lisa-bordalesa'']] (''Coronella girondica'').
 
=== Peixes ===
A população residente é cerca de 24 mil pessoas. Os visitantes, em pelo menos algumas zonas do parque, são cerca de 2,8 milhões por ano.
 
A área do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina engloba várias [[vila]]s e [[aldeia]]s. Ao longo dos séculos a população dedicou-se à pesca e à agricultura e pecuária, mas o [[turismo]] é uma actividade cada vez mais importante, nomeadamente em locais como Porto Covo e Vila Nova de Milfontes e em toda a costa algarvia do parque. O sectorsetor industrial é praticamente inexistente.
 
As principais actividadesatividades turísticas são: [[pedestrianismo]], [[orientação]], [[escalada]], [[parapente]], [[hipismo]], [[canoagem]], ''[[surf]]'', ''[[windsurf]]'', [[mergulho]] e [[BTT]].
 
Algumas povoações e sítios do parque têm grande interesse histórico e cultural, com diversos monumentos nacionais e imóveis classificados de interesse público, com especial destaque para a área de [[Fortaleza de Sagres|Sagres]] e [[Cabo de São Vicente]].
 
As principais ameaças à biodiversidade do parque são as estufas e plantações de relva na zona litoral, e no interior as plantações de eucalipto. AindaÉ ainda de notar que a grande atividade industrial em Sines, e o aumentoalargamento do seu porto, influenciam também a qualidade do ar e da água da zona.
 
== Estatutos de conservação ==
 
=== Internacional ===
* A reserva ''Ponta de Sagres'' faz parte da Rede de Reservas do [[Conselho da Europa]]; está integrada no Sítio e Zona de Protecção Especial ''Costa Sudoeste'' da [[Rede Natura 2000]].
 
== Referências e ligações externas ==
551

edições