Diferenças entre edições de "Casa de Mecklemburgo"

1 byte adicionado ,  00h10min de 20 de fevereiro de 2014
sem resumo de edição
O reino hereditário da Noruega era o único país da Escandinávia medieval onde o trono era herdado e não eleito. Quando o rei [[Olavo IV da Noruega]] ainda era uma criança e a sua mãe [[Margarida I da Dinamarca, Noruega e Suécia|Margarida]] a sua regente, os duques de Mecklemburgo já avançavam com as suas reivindicações.
 
O direito de sucessão dos Mecklemburgo vinha através da princesa [[Eufémia da Suécia e Noruega|Eufémia da Suécia]], neta do rei [[HaakonHaquino V da Noruega]].
 
Quando Olavo IV morreu em 1387, a Noruega ficou sem monarca, passando a ser governada por um governo encabeçado pela regente Margarida que pouco depois escolheu o seu herdeiro, [[Érico da Pomerânia]], cuja mãe, a duquesa Maria de Mecklemburgo, tinha sido a neta mais velha da princesa Eufémia. O tio e antigo inimigo de Margarida foi excluído.