Diferenças entre edições de "Veto"

785 bytes adicionados ,  21h58min de 26 de fevereiro de 2014
Revisando.
m (BOT - Possível teste de 177.97.136.119, revertendo para a edição 35448800 de Érico Júnior Wouters.)
(Revisando.)
{{em construção}}
{{problema-direito}}
'''Veto''' (do [[latim]] ''vetare'', significando proibir, vedar, não sancionar<ref name="Silva2001">SILVA, 2001, p. 862.</ref>), em [[Direito]], é a oposição de um órgão, pessoa ou autoridade, que possui esta [[Competência (direito)|competência]], a uma deliberação válida emanada de outrem, o que impede que esta deliberação produza efeitos jurídicos.<ref name="Silva2001"/> É utilizado, especialmente, no [[Direito constitucional]], significando a negação de [[sanção]] pelo chefe do [[poder executivo]] à [[Lei|norma]] elaborada pelo [[poder legislativo]].<ref name="Silva2001"/>
{{Reciclagem|data=Fevereiro de 2008}}
{{revisão-sobre|Ciências sociais|data=janeiro de 2013}}
 
== História ==
A palavra '''veto''' vem do [[latim]] e significa literalmente ''Eu proíbo''. É usada para denotar um certo grupo que tem o direito de parar de forma unilateral um certo item de legislação. Um veto portanto dá poder ilimitado para parar mudanças, mas não para adotá-las.
O veto originou-se com a ''intercessio'', ou veto tribunício, dos [[Tribuno da plebe|Tribunos da plebe]] que lhes dava o poder de recusar, de maneira unilateral (embora limitada), uma ação de qualquer magistrado [[Roma Antiga|romano]], inclusive do [[Senado romano|Senado]].<ref>MENEZES, 2012, p. 40.</ref>
 
O veto originou-se com os [[tribuno]]s [[romano]]s que tinham o poder de recusar de maneira unilateral uma legislação aprovada pelo [[senado]] romano.
 
== Veto no Direito atual ==
=== Brasil ===
O veto é elaborado pelo Poder Executivo, ele é uma das formas preventivas do controle de Constitucionalidade, o veto do Presidente da República chamado veto jurídico é uma forma de controle de Constitucionalidade preventivo político.
 
=== Exemplos de vetosPortugal ===
{{expandir2|seção}}
* [[Jus exclusivae veto do rag ma oxi]]
 
{{esboço-direito}}
{{referências}}
 
== Bibliografia ==
* {{Aut|SILVA, De Plácido e}}. ''Vocabulário jurídico''. 18ª ed. Rio de Janeiro: Editora Forense, 2001.
* {{Aut|MENEZES, Priscilla Moura Del Cima de Alvarenga}}. ''A origem e evolução do tribunado da plebe na Roma republicana''. Monografia de conclusão de curso. [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]: Departamento de Direito da [[Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro]], 2012.
 
[[Categoria:Direito constitucional]]
[[Categoria:Eleições]]
[[Categoria:Assembleia da República Portuguesa]]