Censo demográfico do Brasil de 2010: diferenças entre revisões

m
O censo de 2010 revelou também que o número de [[Evangelicalismo|evangélicos]] no Brasil representava 22,2% da população (42,3 milhões de pessoas), um aumento de 6,8% em relação ao censo realizado em 2000. A população [[Igreja Católica|católica]] permanecia a de maior número no país (64,6% ou 123,2 milhões de pessoas), tendo diminuído 9% em relação a 2000.<ref> [ Revista de História da Biblioteca Nacional. Ano 8. n° 87. Matéria Dossiê Evangélico no Brasil. Página 17]</ref> <ref name= "Censo_Características"/><sup>Gráf.37</sup>
*'''Pessoas com deficiência'''
O censo de 2010 procurou retratar o universo de brasileiros com pelo menos um dos tipos de [[deficiência]] definidos pela [[Organização Mundial da Saúde]] (OMS), que são: deficiências físicas (visual, auditiva, motora) e mentais ou intelectuais. Os critérios utilizados para a pesquisa foram os definidos pelo "Grupo de Washington sobre Estatísticas das Pessoas com Deficiência" (''Washington Group on Disability Statistics'').<ref>{{citar web |url=http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/cartilha-do-censo-2010-pessoas-com-deficiencia| obra= SNPD |título= Cartilha do Censo 2010 - Pessoas com Deficiência| língua= |autor= |data= | publicado=| acessodata=5 de maio de 2013}}</ref>
Disability Statistics).<ref>{{citar web |url=http://www.pessoacomdeficiencia.gov.br/app/publicacoes/cartilha-do-censo-2010-pessoas-com-deficiencia| obra= SNPD |título= Cartilha do Censo 2010 - Pessoas com Deficiência| língua= |autor= |data= | publicado=| acessodata=5 de maio de 2013}}</ref>
 
Os resultados revelaram que 23,9% da população brasileira (45,6 milhões de pessoas) eram portadores de pelo menos uma das deficiências investigadas.<ref name= "Censo_Características"/><sup>Tabela 8</sup>