Diferenças entre edições de "Cédula de identidade"

361 bytes adicionados ,  16h25min de 3 de março de 2014
sem resumo de edição
m (Revertidas edições por Almanaque Lusofonista para a última versão por Addbot, de 21h47min de 27 de março de 2013 (UTC))
[[Ficheiro:Modelo do novo RG brasileiroModelo_da_nova_carteira_de_identidade_brasileira.jpg‎jpg|thumb|Frente do novo modelo de Identidade brasileirobrasileira em uso amplo em 2014]]
A '''cédula de identidade''', também conhecida popularmente por ''carteira de identidade'' ou ''RG'' (de Registro Geral), é o [[documento de identidade|documento nacional de identificação civil]] no [[Brasil]]. Ela contém o nome, data de nascimento, data da emissão, filiação, foto, assinatura e [[impressão digital (anatomia)|impressão digital]] do polegar direito do titular.
 
Os documentos necessários para pedir a emissão deste documento dependem do [[estado civil]] do requerente. Para solteiros, solicita-se a [[certidão de nascimento]] original (ou cópia autenticada por [[tabelião]]). Para casados, solicita-se a [[certidão de casamento]] original (ou cópia autenticada por [[tabelião]]). Para todos os casos, solicitam-se três fotos no formato 3 por 4 centímetros.
 
[[Ficheiro:Modelo do novo RG brasileiro.jpg‎|thumb|Frente de um cartão ''RIC'', atualmente em uso restrito como proposta de novo modelo de cédula de Identidade brasileira]]Em [[2008]], o [[União (Brasil)|Governo Federal]] anunciou que está em projeto um novo sistema de identificação civil unificado, o ''[[Registro de Identidade Civil]]'' (RIC), o que evitaria a multiplicidade de cédulas de identidade solicitada por um cidadão em diversos estados da Federação.Segundo previsões, o RIC será emitido a partir de [[2011]]{{carece de fontes}}. O documento usa tecnologia ''[[smart card]]'', similar a um [[cartão de crédito]] com ''[[chip]]'', reunirá os dados da cédula de identidade atual, [[CPF]] e [[título de eleitor]], dentre outros, sendo integrado ainda com sistema informatizado de identificação de [[impressão digital (anatomia)|impressões digitais]], o ''AFIS''. O RIC foi concebido com objetivo de integrar todos os bancos de dados de identificação do Brasil.
 
O novo sistema foi adquirido em [[2004]] pelo governo ao custo de 35 milhões de dólares, tendo como meta o recadastramento de toda a [[demografia do Brasil|população brasileira]] em um prazo de nove anos. No entanto, no início de 2014 seu uso ainda era bastante restrito, ao ponto de que pouquíssimos brasileiros o tem ou mesmo já o viram pessoalmente.
 
== Conteúdo ==
2 677

edições