Diferenças entre edições de "Sete Colinas de Lisboa"

119 bytes adicionados ,  20h39min de 11 de março de 2014
== Descrição das colinas ==
 
'''[[Castelo (Lisboa)|Colina de São Jorge]]''', também chamada do [[Castelo de São Jorge| Castelo]], é a colina mais alta das ''sete'' (na realidade é a colina da Graça que é contínua a esta que é a mais alta colina de Lisboa, mas foi como vimos esquecida pelo autor desta lenda) e é onde fica o actual [[Castelo de São Jorge]] e onde se pensa que apareceu o primeiro povoado que deu origem a Lisboa, nesta colina e por baixo do Castelo apareceram vestígios do [[Oppidum]] Romano (sendo por esse motivo a parte central do antigo [[municipium]] Romano), sabe-se que o [[alcácer]] árabe estava aí instalado e foi aí que se construiu o castelo do tempo da [[Reconquista]] que ainda hoje existe. A sua área geográfica abrange actualmente os bairros da [[Mouraria]], do [[Castelo (Lisboa)|Castelo]] e parte do de [[Alfama]] (sudeste).
 
'''[[São Vicente (Lisboa)|Colina de São Vicente]]''' onde fica o actual [[Alfama|Bairro de Alfama]] e o [[Convento de São Vicente de Fora]].
 
'''[[Arroios (Lisboa)|Colina de Sant'Ana]]''', onde ficava o [[Mosteiro das freiras Dominicanas de Nossa Senhora da Anunciada]], local onde agora fica o [[Largo da Anunciada]]. Deu nome ao local e à rua que junto dele, em [[1539]], depois dos frades Agostinhos o cederem por troca às freiras, que se transferiram para este local da sua primitiva fundação na [[Costa do Castelo]], mesmo no topo da mesma colina. Esta Colina localiza-se a Oeste do [[Castelo de São Jorge]], tendo constituído um ''esporão'' entre a [[Ribeira de Valverde]] a poente e a [[Ribeira de Arroios]] a nascente, que na sua confluência o delimitavam a sul, equivalendo grosso modo à área actualmente definida pela [[Rua de São José]]/[[Rua das Portas de Santo Antão]], [[Rua da Palma]]/[[Largo do Martim Moniz]] e [[Praça da Figueira]].
 
'''[[Graça (Lisboa)|Colina de Santo André]]''', conta-se que [[Afonso I de Portugal|D. Afonso Henriques]] aproveitando as qualidades estratégicas da região e aqui instalou, em [[1147]], as suas tropas para atacarem a cidade, com o terramoto de [[1551]] que fez sair muitos moradores da cidade antiga estes escolheram as colinas da Graça e de Santo André por serem muito altas (na realidade os factos também se referem à colina da Graça que é continua a esta), e na altura menos ocupadas e de "melhores ares", assim, famílias nobres instalam-se na região e adquiram quintas onde construíram casas de campo, mais tarde essas casas dão lugar a grandes palácios que se localizam sobretudo ao longo das calçadas da Graça e Santo André e ainda no [[Largo da Graça]].
 
'''[[Sacramento|Colina das Chagas]]''' cujo nome é atribuído por causa da Igreja que nele edificaram os marinheiros da [[Descoberta do caminho marítimo para a Índia|rota da Índia]] em louvor às [[Chagas de Cristo]], corresponde actualmente à área que se situa o [[Largo do Carmo]] e área envolvente.
 
'''[[Santa Catarina (Lisboa)|Colina de Santa Catarina]]''' que vai actualmente do [[Largo Luís Vaz de Camões|Camões]] até à [[Calçada do Combro]].
 
'''[[Bairro Alto|Colina de São Roque]]''', também confundida por uns como '''[[colina de São Pedro de Alcântara]]''' que nunca existiu pois essa designação é de uma Rua e de um Jardim com um nome bem recente, na mesma situa-se o [[Miradouro de São Pedro de Alcântara]], fonte talvez da confusão, nesta está situada actualmente o [[Bairro Alto]].
 
=={{Ver também}}==
3 455

edições