Diferenças entre edições de "Huangdi"

521 bytes adicionados ,  18h24min de 12 de março de 2014
referência Han
(referência Han)
O estudo da dinastia Han, por sua vez, nos remete à difícil distinção conceitual, na perspectiva antropológica entre etnias e dinastias ou à organização destas a partir das lutas internas pelo poder imperial. Identificam-se, hoje, na [[República Popular da China]], 56 [[etnia]]s, 55 destas (60 milhões de pessoas) sob a sombra do poder da principal nacionalidade, segundo [[Rogerio Haesbaert da Costa|Haesbaert]] <ref>HAESBAERT, R. ''China entre o ocidente e o oriente''. São Paulo. Ática. 1994.</ref>, o grupo Han, que envolve 93% da população.
 
Para Carneiro, 2000 <ref>CARNEIRO, Norton Moritz. Acupuntura baseada em evidências. Florianópolis, SC, Ed. do autor, 2000</ref> no período Han (2002 a.C. - 248 AD) houve contatos com romanos, e se estabeleceu a [[Rota da Seda]] desenvolveu-se ainda mais o racionalismo que se opunha às crenças supersticiosas, é quando se encontra a primeira referência à teoria dos meridianos nos Manuscritos Médicos de Mawangdui sendo comparado por [[Joseph Needham]] ao período Hipocrático da medicina chinesa.
O estudioso da civilização chinesa [[Joseph Needham]], da [[Universidade de Cambridge]], compartilha da ideia de que a medicina chinesa está embrionicamente integrada ao nosso processo civilizatório. Identifica uma série de "coincidências" de período histórico e estrutura conceitual entre esta e a [[Medicina da Grécia Antiga|medicina hipocrática]], inclusive entre os textos (66 tratados) que compõem o ''[[Hipócrates|Corpus Hippocraticum]]'' (460 – 379 a.C.), destacando a concepção dual, a dinâmica dos cinco elementos, a relação [[microcosmo]]–[[macrocosmo]] e, em especial, a relação entre saúde e meio ambiente.
 
O estudioso da civilização chinesa [[Joseph Needham]] (1900-1995), da [[Universidade de Cambridge]], compartilha da ideia de que a medicina chinesa está embrionicamente integrada ao nosso processo civilizatório. Identifica uma série de "coincidências" de período histórico e estrutura conceitual entre esta e a [[Medicina da Grécia Antiga|medicina hipocrática]], inclusive entre os textos (66 tratados) que compõem o ''[[Hipócrates|Corpus Hippocraticum]]'' (460 – 379 a.C.), destacando a concepção dual, a dinâmica dos cinco elementos, a relação [[microcosmo]]–[[macrocosmo]] e, em especial, a relação entre saúde e meio ambiente.
 
== Edições atuais do Livro do Imperador Amarelo ==
6 540

edições