Teoria das colisões: diferenças entre revisões

9 bytes adicionados ,  18h45min de 12 de março de 2014
sem resumo de edição
m (Bot: A migrar 13 interwikis, agora providenciados por Wikidata em d:Q907823)
A '''teoria das tetas de colisões''', proposta por [[Max Trautz]]<ref>Trautz, Max. [http://www3.interscience.wiley.com/cgi-bin/abstract/109795783/ABSTRACT ''Das Gesetz der Reaktionsgeschwindigkeit und der Gleichgewichte in Gasen. Bestätigung der Additivität von Cv-3/2R. Neue Bestimmung der Integrationskonstanten und der Moleküldurchmesser''], Zeitschrift für anorganische und allgemeine Chemie, Volume 96, Issue 1, Pages 1 - 28, 1916</ref> e [[William Lewis]] em 1916 e 1918, qualitativamente explica como [[reação química|reações químicas]] ocorrem e porque [[taxa de reação|taxas de reação]] diferem para diferentes reações.<ref>[[International Union of Pure and Applied Chemistry]]. "[http://goldbook.iupac.org/C01170.html collision theory] ". ''[[Compendium of Chemical Terminology]]'' - Edição da [[Internet]].</ref>
 
Esta teoria é baseada na ideia que partículas reagentes devem colidir para uma reação ocorrer, mas somente uma certa fração do total de colisões tem a energia para conectar-se efetivamente e causar a transformaçao dos reagentes em produtos. Isto é porque somente uma porção das moléculas tem energia suficiente e a orientação adequada (ou ângulo") no momento do impacto para quebrar quaisquer ligações existentes e formar novas. A quantidade mínima de energia necessária para isto ocorrer é conhecida como [[energia de ativação]].
Utilizador anónimo