Diferenças entre edições de "Estádio Ismael Benigno"

1 140 bytes adicionados ,  22h29min de 14 de março de 2014
Atualização da Página
(Atualização da Página)
| imagem =
| nome_img =
| nome_estádio = ColinaEstádio Ismael Benigno<br /><small>Estádio Ismael BenignoColina</small>
| antigos_nomes = Estádio Gilberto Mestrinho
| local = [[Manaus]], [[Amazonas|AM]], [[Brasil]]
| Coordenadas =3°7'18"S 60°2'16"W
| ano_construção =1961 (Início das Obras e 1º Jogo)
| remodelado = [[1969]] e [[2013]]
| fechado = [[1996]] a [[2000]] e [[2012]] a [[2014]]
| jogoinauguração = [[São Raimundo Esporte Clube (Manaus)|São Raimundo]]1 X 8 [[Sport Club do Recife|Sport]]
| 1ogol = Mário, [[Sport Club do Recife|Sport]]
| capacidade = 11.000 pessoas<ref>{{citar web|url=http://www.cbf.com.br/cnef/cnef.pdf|titulo=CNEF da CBF|publicado=CBF|acessodata=2009}}</ref>
| publicorecorde = 23.152 pessoas
| datarecorde = [[27 de Abril]] de [[1969]]
| dimensãogramado = 105 x 68m
| gramado = Natural
| proprietário = [[SãoGoverno Raimundodo EsporteEstado Clubedo (Manaus)|São Raimundo EC]]Amazonas
| administrador = [[SãoGoverno Raimundodo EsporteEstado Clubedo (Manaus)|São Raimundo EC]]Amazonas
| custo =
| arquiteto =
| mandante = [[São Raimundo Esporte Clube (Manaus)|São Raimundo EC]]
}}
 
O nome do estádio é uma homenagem ao antigo presidente do São Raimundo, Ismael Benigno, que dedicou a vida ao clube. Ganhou o nome mais popular de "Colina", pelo fato de situar-se no alto de uma colina natural que divide os bairros de São Raimundo, Santo Antônio e Glória.
 
Foi inaugurado em [[19 de Fevereiro]] de [[1961]], com o nome de Estádio Gilberto Mestrinho, com o jogo [[São Raimundo Esporte Clube (Manaus)|São Raimundo]] e [[Sport Club do Recife]], com vitória do clube pernambucano por 8 a 1. Teve seu primeiro gol marcado por Mario do Sport e tinha uma capacidade estimada em 12 mil pessoas. Mas antes da estreia oficial do estádio eram realizados jogos pelo campeonato amazonense por volta de 1958, utilizando apenas o campo do futuro estádio.
 
Em [[1964]], finalmente o Estádio recebe um alambrado. E em [[1967]], mais uma vez o São Raimundo faz história, promovendo após cerca de 20 anos, um jogo noturno. No dia [[18 de fevereiro]] de [[1967]], acontece a primeira "Festa da Luz". Mais uma vez o time da casa não é feliz, e perde por 3 a 1 para o [[Nacional Futebol Clube (Manaus)|Nacional]]. Diante de 4.386 pagantes, o São Raimundo oferece à noite manauara o futebol como lazer.
Em [[2000]], o estádio ganha uma nova iluminação e para a estreia, o [[São Raimundo Esporte Clube (Manaus)|Tufão da Colina]] fez um amistoso com a [[Seleção Surinamesa de Futebol|Seleção do Suriname]], que ficou conhecido como o segundo "Jogo da Luz".
 
O Estádio recebe uma das melhores iluminações de todo o mundo. Quatro torres com 35 refletores cada, num total de 140 lâmpadas, são instalados com a tecnologia Philips. O resultado é o reencontro definitivo do time e da torcida com a Colina, numa série de jogos com grandes públicos e partidas memoráveis.
== Estrutura==
O estádio da Colina é formado por cinco lances de arquibancada sendo um coberto e com acentos e uma cabine de transmissão de radio. As dimensões do gramado são de 105m x 68m, tendo como capacidade total 11 mil pessoas, mas já suportou uma capacidade maior, tendo como recorde mais de 23 mil pessoas em um jogo disputado por [[Nacional Futebol Clube (Manaus)|Nacional]] e [[Atlético Rio Negro Clube|Rio Negro]], em [[1969]].
 
Para o time um vestiário com banheiras de hidromassagem, departamento médico, dez chuveiros e uma infra-estrutura pronta para atender qualquer necessidade dos atletas, antes, durante e após as partidas. São 105m x 68m de campo, e quase cinco décadas de futebol.
Em 1996, com a grande virada da história do São Raimundo, a Colina volta a ter jogos de nível nacional com grandes públicos como São Raimundo e [[Associação Portuguesa de Desportos|Portuguesa de São Paulo]] pela [[Copa do Brasil de 2001]] com um publico de mais de 11 mil pessoas, e São Raimundo e [[Sampaio Corrêa Futebol Clube|Sampaio Corrêa do Maranhão]] disputando a final da Copa [[Norte]] com mais de 16 mil pessoas no estádio.
 
== ReformasReforma de 1997 ==
Em [[1997]] o cenário era desagradável. Sem iluminação, com os alambrados parcialmente destruídos e até sem gramado, o Estádio Ismael Benigno não oferecia condições de conforto para jogadores, torcedores e imprensa. O futebol havia se tornado impraticável na Colina.
 
O início do trabalho vitorioso do diretor de futebol, Ivan Guimarães, permitiu realizar a primeira reforma. São trocados os degraus quebrados da arquibancada, o piso recebe grama e drenos, e uma iluminação é instalada para os jogos noturnos. São colocados mil assentos nas arquibancadas cobertas, reformadas as seis cabines de rádio, disponibilizadas cadeiras cativas, e toda a estrutura é melhorada. Com o fim da reforma, o estádio é reaberto em 2000.<ref name="colina" />
 
Com o passar dos anos, o estádio foi sendo pouco usado, com os jogos sendo disputados no [[estádioArena da Amazônia|Estádio Vivaldo Lima]], com isso, as arquibancadas e muros foram se deteriorando, ficando apenas a parte coberta do estádio liberada para o torcedor. <ref>{{citar web|url=http://acritica.uol.com.br/craque/Ventania-derruba-Colina-diretoria-promete_0_802119860.html|titulo=Ventania derruba muro da Colina|publicado=ACrítica}}</ref>
 
== Reforma para a Copa do Mundo 2014 ==
; Nova Colina
Após a escolha de [[Manaus]] como uma das sedes da [[Copa do Mundo FIFA de 2014|Copa de 2014]], o estádio servirá como centroCentro de treinamentoTreinamento (CT ou COT) para as seleções que vierem jogar na cidade. Com isso, foi feito uma força-tarefa para restaurar o estádio e voltar a ser utilizado novamente. O projeto prevê a demolição do estádio, para a construção de um novo no mesmo local.<ref>{{citar web|url=http://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/iniciada-reforma-no-estadio-da-colina-em-manaus-provavel-cot-da-copa-do-mundo|titulo=Iniciada reforma no estádio da Colina}}</ref> A obra terá duração entre 6 e 8 meses. <ref>{{citar web|url=http://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/comeca-nesta-sexta-2203-reforma-do-estadio-da-colina-provavel-cot-em-manaus|titulo=Começa nesta sexta (22.03) a reforma do estádio da Colina, provável COT em Manaus|acessodata=21/03/13)}}</ref><ref>{{citar web|url=http://www.copa2014.gov.br/pt-br/noticia/arquibancadas-sao-demolidas-para-reforma-do-estadio-da-colina-em-manaus|titulo=Arquibancadas são demolidas para a reforma do estádio da Colina, em Manaus|publicado=Portal da Copa 2014|acessodata=16/04/13)}}</ref>
 
Com a construção da nova estrutura sendo financiada pelo governo do estado e seus investidores, o Estádio ficará por 20 anos em posse do governo do [[Amazonas]], sendo este o seu tutor. Ao São Raimundo caberá apenas a prioridade no mando dos jogos, já que apenas cedeu o terreno, não contribuindo financeiramente para a demolição da antiga estrutura, limpeza do terreno e construção.
 
==Maiores públicosEstrutura==
Após a reforma, o novo estádio contará com 10,4 mil lugares, sendo que 2,8 mil estarão na área coberta. Do total de cadeiras na área coberta, 344 são destinadas à área VIP, e também há 32 espaços reservados para Portadores de Necessidades Especiais com acompanhantes.
*[[27 de abril]] de [[1969]] - Rio Negro 0x0 Nacional (23.152 pagantes)
 
*[[26 de abril]] de [[1970]] - Rio Negro 0x0 Nacional (20.783 pagantes)
Na área principal onde estarão as bilheterias funcionarão lojas de apoio ao comércio durante os jogos. Dentro do estádio, lanchonetes, bares e banheiros foram projetados para utilização pública.
 
O projeto do estádio foi concebido dentro dos padrões internacionais da FIFA, com grama tipo “Bermuda”, a mesma que será usada na Arena da Amazônia. O espaço contará com área de imprensa para 200 jornalistas, sala de coletiva para 100 pessoas, área de aquecimento e musculação, preleção, médica, massagem e outros ambientes como vestiários.
 
O estádio também atenderá a todas as normas de acessibilidade quanto à circulação mínima, rampas de acesso às arquibancadas, banheiros dimensionados e equipados para uso de Portadores de Necessidades Especiais, barras de apoio e o cuidado na escolha dos acabamentos do piso. Além da atenção para as normas de saídas de emergência quanto à largura de corredores, saídas acessíveis e rotas de fuga.
 
A obra está orçada em R$ 21 milhões com financiamento do Ministério do Esporte. A obra será um dos importantes legados que ficarão na cidade após a Copa do Mundo. A responsável pela reforma é a construtora Tecon (Tecnologia em Construções LTDA).
 
''Fonte: Governo do Amazonas''
== {{Ligações externas}} ==
* {{Link||2=http://www.templosdofutebol.com/am/Manaus3.htm |3=Templos Do Futebol}}
93

edições