Diferenças entre edições de "Assaradão"

20 bytes removidos ,  04h03min de 12 de abril de 2014
sem resumo de edição
 
== Política exterior ==
Assaradão assinou a paz com [[Elam]], manteve uma relação de amizade com [[Urartu]], que foi seu aliado contra as invasões dos povos [[Cimérios]] e iniciou a conquista do [[EgiptoEgito]], chegando a conquistar a cidade de [[Mênfis]] em [[671 a.C.]]. Egito era o grande rival da Assíria. O faraó negro [[Taharka]] tinha há muitos anos incentivado rebeliões na palestina, e várias cidades deixaram a Assíria e se ajuntaram ao Egito. Com esforços incríveis Assaradão conseguiu a reconquista de [[Sídon]], cidade protegida pelo mar e fortificações famosas, e de outros lugares, e finalmente em 671 ele venceu por cima dos egípcios. O faraó Taharka e o corte fugiram para o sul, origem da 25ª dinastia, e Assaradão instalou um governo em [[Mênfis]] e voltou.
 
Quando Assaradão morreu vítima de uma doença crónica estava a preparar uma nova campanha contra o EgiptoEgito, porque logo na saída do exército assírio Taharka começou com a reconquista do Egito. Foi sucedido por [[Assurbanípal]] na [[Assíria]] e por {{ilc|Samasumuquin||[[Shamash-shum-ukin}}]] na [[Babilónia]].
 
{{referências}}