Abrir menu principal

Alterações

4 bytes removidos ,  01h40min de 22 de abril de 2014
m
sem resumo de edição
'''''Federado''''', ({{langx|la|Foederatus}}; pl. ''foederati'') nos primórdios da História da [[República Romana]], identificava uma tribo associada a [[Roma Antiga|Roma]] por tratado (''foedus''), mas que não tinha foro nem de [[colónia (história)|colónia]] romana nem de [[cidadania]] romana (''civitas'') mas que ainda assim estava obrigada a fornecer um contingente de soldados, caso isso lhe fosse solicitado. Os [[Lácio|latinos]] eram considerados aliados de sangue, mas os demais eram federados ou [[sócios (Roma Antiga)|sócios]] (''socii''). A palavra está na origem do termo moderno [[federalismo]].
 
Durante a República Romana, os atritos provocados por estas obrigações (sem que a elas correspondessem os benefícios da cidadania) levaram à [[Guerra Social (91–88 a.C.)|Guerra Social]] entre os romanos e os sócios revoltados. Uma lei de [[90 a.C.]] (a [[Lei Júlia]]) outorgava a cidadania romana aos povos federados que aceitassem as suas condições. Nem todas as cidades, como [[Heracleia]] e [[Nápoles]] estavam preparadas para serem absorvidas pela ''[[res publica]]'' romana. Por outro lado, outros federados encontravam-se fora da [[Itália]]: Gades ([[Cádis]]), na [[Hispânia]] e Massília ([[Marselha]]), na [[Gália Narbonense]], são exemplos.