Diferenças entre edições de "Guarda Suíça"

1 byte adicionado ,  04h04min de 11 de maio de 2014
Correção de erros ortográficos sem alteração de conteúdo
(Correção de erros ortográficos sem alteração de conteúdo)
O dia [[6 de maio]] é a data de admissão de novos guardas. Estes prestam juramento diante do [[Papa]] e fazem o juramento com a mão direita levantada e os três dedos do meio abertos, recordando a Santíssima [[Trindade (cristianismo)]].
 
É o único grupo de soldados particulares que a lei suíça aceita. Do corpo da Guarda Suíça só podem fazer parte homens de robusta e rude constituição física, com um mínimo de 1,74m de altura, católicos, com diploma profissional ou ensino médio concluído, com idade entre 18 e 30 anos, e não casados (só os cabos, sargentos e oficiais podem ser casados)<ref>{{cite web|url=http://www.vatican.va/roman_curia/swiss_guard/swissguard/ammissione_en.htm |title=Requisitos de admissão |author=Página do Vaticano sobre a Guarda Suíça |accessdate=8 de maio de 2010}}</ref>. Devem também ter feito já treino militar do [[exército suíço]], não ter registo criminal e ser de reputação social absolutamente imaculada. Dois anos, eventualmente renováveis até um máximo de 20, são o tempo de compromisso mínimomáximo de um membro da Guarda Suíça.
 
O curioso uniforme da Guarda Suíça é um espetáculo à parte. Com sua malha de cetim nas cores azul-real, amarelo-ouro e vermelho-sangue, causa estranheza que um soldado esteja trajado com roupas tão coloridas. O ''design'' do traje é atribuído a [[Michelangelo]] e pode ser visto tanto no Vaticano quanto no [[Palácio Papal de Avinhão|castelo Papal de Avinhão]], sede do papado nos [[século XIII|séculos XIII]] a [[século XIV|XIV]].
A língua oficial da Guarda Suíça é o [[língua alemã|alemão]]. O seu lema é "Com coragem e fidelidade" (em [[latim]]: ''Acriter et fideliter'') e tem como [[patrono]]s [[Martinho de Tours|São Martinho]] (festa em [[11 de novembro]]), [[São Sebastião]] (festa em [[20 de janeiro]]) e [[Niklaus von Flüe|São Nicolau von Flüe]], "Defensor Pacis et pater patriae" ([[orago]] da Suíça, com festa em [[25 de setembro]]).
 
Entre as suas tarefas encontraencontram-se a prestação de serviços diversos para o Papa, tais como a guarda em visitas de autoridades estrangeiras, o acompanhamento e assistência ao Papa durante viagens internacionais ou a prestação, à paisana, de serviços de segurança do Papa, ocasião em que os guardas se misturam com as multidões na [[Praça de São Pedro]]. Nesse caso os soldados da Guarda Suíça servem como [[guarda-costas]], estando equipados com armamento variado e modernos equipamentos de comunicação<ref name="athoele">{{cite web|url=http://www.athoele.com/database/index.php?option=com_content&task=view&id=315&Itemid=41 |title=Eles dariam a vida pelo Papa (III) |accessdate=8 de maio de 2010}}</ref>.
 
==História==
Utilizador anónimo