Diferenças entre edições de "Daniel Cargnin"

77 bytes removidos ,  16h58min de 12 de junho de 2014
m
sem resumo de edição
(Ajustes)
m
'''Daniel Cargnin''' ([[Nova Palma]], [[1930]] — [[2002]]) foi um [[padre]] [[católico]], [[paleontólogo]] amador e autodidata [[brasil]]eiro.
 
Deu grandes contribuições à [[paleontologia]] atuandodo noRio [[geoparque]]Grande [[Paleorrota]]do Sul. Morou em [[Santa Maria (Rio Grande do Sul)|Santa Maria]] entre [[1964]] e [[1969]], onde contribui com o acervo de paleontologia do [[Museu Vicente Pallotti]].
 
Em [[1969]], junto com o padre ''Abraão Cargnin'', seu irmão gêmeo, criou os museus de paleontologia da [[PUCRS]] e [[UFRGS]].
Em [[1976]] mudou-se para a cidade de [[Mata (Rio Grande do Sul)|Mata]], onde contribuiu enormemente para a preservação dos [[fóssil|fósseis]] da região.
 
Em sua homenagem foi criada a ''Associação Padre Daniel Cargnin (APEDAC)'', que tem por objetivo divulgar o geoparque [[Paleorrota]]. A cidade de [[Mata (Rio Grande do Sul)|Mata]] também recebeu o [[Museu Padre Daniel Cargnin]]. O [[Sítio Paleontológico Largo Padre Daniel Cargnin]] é uma homenagem às suas contribuições. Vários fósseis foram denominados para prestigiá-lo, como o [[cinodonte]] mamaliano ''[[Therioherpeton|Therioherpeton cargnini]]''.
Foi sepultado na cidade de [[Mata (Rio Grande do Sul)|Mata]].
49

edições