Diferenças entre edições de "A Obra de Arte na Era de Sua Reprodutibilidade Técnica"

coloquei o "s" em "poteriormente" e vírgula após "judeu alemão"
(coloquei o "s" em "poteriormente" e vírgula após "judeu alemão")
'''''A obra de arte na era da sua reprodutibilidade técnica''''' (no original em alemão, ''Das Kunstwerk im Zeitalter seiner technischen Reproduzierbarkeit'') é um ensaio publicado pela primeira vez em 1936, e, poteriormenteposteriormente, em 1955, do crítico cultural, filósofo e sociólogo [[Walter Benjamin]], que tem sido influente nas áreas de Estudos Culturais, influência da mídia, teoria da arquitetura<ref>''Brian Elliott, Benjamin para Arquitetos, Routledge, Londres, 2011.''</ref> e história da arte. O ensaio foi produzido em um esforço para descrever uma teoria materialista da arte, que seria "útil para a formulação das exigências
revolucionárias na política da arte". Ele argumentou que, na ausência de qualquer valor ritual tradicional, a arte na era da reprodução mecânica
seria inerentemente baseada na prática da política.<ref>''Walter Benjamin, A Obra de Arte na Era da sua Reprodutibilidade Técnica, 1936, capítulo IV.''</ref><nowiki> </nowiki>Para tal, o autor fez uma reflexão sobre como a reprodutibilidade
'''Walter Benedix Schönflies Benjamin''' (Berlim, 15 de julho de
1892 — Portbou, 27 de setembro de 1940) foi um influente nome no mundo
da filosofia e da sociologia. Judeu alemão ,ele é conhecido por seus
ensaios, trabalhos como tradutor e crítico literário.
 
6

edições