Diferenças entre edições de "Palácio do Louvre"

95 bytes removidos ,  11h30min de 16 de junho de 2014
m
Removendo "CastleLouvreModel.jpg", por ter sido apagado no Commons por Jameslwoodward: Per commons:Commons:Deletion requests/File:CastleLouvreModel.jpg
(bot: revertidas edições de 177.16.34.85 ( modificação suspeita : -19), para a edição 34880529 de KLBot2)
m (Removendo "CastleLouvreModel.jpg", por ter sido apagado no Commons por Jameslwoodward: Per commons:Commons:Deletion requests/File:CastleLouvreModel.jpg)
Posteriormente a integração ganhou raízes, processo que foi acelerado pela inegável decadência do Império. É então que os novos sicambrianos descem com Meroveu até às [[planície]]s do Parisis; os [[Francos]] confraternizando com os da sua nação que já ali se encontravam. Constituíam, nesta época, um grupo suficientemente poderoso para se estender até à [[Lutécia (Paris)|Lutécia]]. Se não chegam a tomar conta do lugar, erguem, ao menos, os seus próprios muros, o sólido estabelecimento do qual falamos: um "lower", um campo fortificado. Este "lower" já devia existir na margem direita do [[Sena]] nos tempos de Meroveu e deve ter representado uma ameaça constante durante os dez anos de cerco que a capital conheceu nos tempos da [[Santa Genoveva]].
 
 
[[Imagem:CastleLouvreModel.jpg|thumb|left|300px|Modelo do primeiro Real "Castelo do Louvre".]]
 
A [[Lutécia (Paris)|Lutécia]], armada e defendida, foi o primeiro obstáculo sério que [[Clóvis I|Clóvis]] encontrou, pois a cidade representava para ele a chave do resto do território. O cerco, por falta de meios para um ataque de grande envergadura, acabou por não ser mais que um bloqueio, o qual teve fim com a conversão de Clovis ao [[Cristianismo]].