Diferenças entre edições de "Carijós"

55 bytes removidos ,  22h26min de 25 de junho de 2014
m
general cleanup utilizando AWB
(bot: revertidas edições de 201.41.233.204 ( modificação suspeita : -21), para a edição 36642966 de Uneyoshi)
m (general cleanup utilizando AWB)
[[Juan de Ayolas]], na conquista do [[Paraguai]], encontrou-se com os carijós à margem de um rio que deságua vinte quilômetros acima da foz do ramo principal do [[rio Pilcomayo]], onde os ameríndios em questão possuíam uma aldeia cercada por uma paliçada dupla e guarnecida de "bocas de lobo" (escavações com estrepes no fundo). Os espanhóis, acossados pela fome, marcharam resolutamente para a [[vitória]]. Os índios, ao ouvirem os primeiros estampidos das armas de fogo, fugiram em corrida, caindo muitos nas próprias esparrelas que haviam armado aos invasores. Depois de ocupar a aldeia, Ayolas deu-lhe o nome de [[Assunção]], em homenagem à [[Assunção de Maria|assunção de Nossa Senhora]].
 
Os carijós estavam virtualmente extintos em meados do século XVIII, vítimas da escravização nas plantações de cana-de-açúcar da [[Baixada Santista]]<ref name="BUENO, E. 1999. p. 58">BUENO, E. ''Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores''. Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 58.</ref>.
== Etimologia ==
"Carijó" é oriundo do termo [[Língua tupi|tupi]] ''karai-yo'', que significa "descendentes dos anciões"<ref> name="BUENO, E. ''Capitães do Brasil: a saga dos primeiros colonizadores''. Rio de Janeiro. Objetiva. 1999. p. 58.<"/ref>.
 
== Costumes ==
== Heranças ==
A palavra "carijó" é usada, hoje em dia, para se referir a galinhas malhadas nas cores preta e branca. É usada como nome de clubes, rádios, ruas e reservas ambientais espalhados pelo Brasil. É o nome de um bairro da cidade de [[Conselheiro Lafaiete]], em [[Minas Gerais]], no Brasil. Dela, teria se originado a palavra [[Carioca (gentílico)|carioca]] ([[gentílico]] da cidade do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]], no Brasil), a partir da junção da palavra [[língua tupi|tupi]] ''kariîó'' (que significa carijó) com a palavra tupi ''oka'' (que significa casa), significando, portanto, "casa de carijós"<ref>http://tupi.fflch.usp.br/node/16</ref><ref>NAVARRO, E. A. Método moderno de tupi antigo. Terceira edição. São Paulo: Global, 2005. p. 187</ref>.
{{ref-sectionreferências}}
 
== {{Ligações externas}} ==
83 263

edições