Diferenças entre edições de "Livro de Joel"

3 bytes adicionados ,  07h30min de 26 de junho de 2014
m
general cleanup utilizando AWB
m (Foram revertidas as edições de 177.189.208.59 por fazer testes nos artigos (usando Huggle))
m (general cleanup utilizando AWB)
Pode-se dividir o livro em duas partes:
 
* os dois primeiros capítulos narram uma terrível invasão de gafanhotos que devasta a plantação do país. Diante disso, Joel pede a participação de todos (profetas, sacerdotes e povo), numa grande manifestação de penitência e jejum, para suplicar a Deus que afaste a catástrofe<ref name = pastoral>[http://www.paulus.com.br/BP/_PTD.HTM Joel], [[Edição Pastoral|Edição Pastoral da Bíblia]], acessado em 28 de agosto de 2010</ref>;
 
:esta liturgia [[Penitência|penitencial]] permite caracterizar Joel como um profeta cultual, ligado ao serviço do [[Templo de Jerusalém|Templo]]<ref name = Jerusalem/>;
:Deus mostra a sua misericórdia e anuncia a libertação da praga e as bênçãos para uma nova plantação. Como o profeta compara esses gafanhotos a um exército, talvez se possa pensar que ele esteja falando de uma invasão inimiga;
 
* os dois últimos capítulos<ref>Cabe observar que na [[Vulgata]] o Capítulo 3 corresponde aos versículos 28 a 31 do Capítulo 2, cf. [[Bíblia de Jerusalém]], cit., p 1.609</ref> descrevem o julgamento de Deus sobre as nações e a vitória final<ref name = pastoral/>;
 
:a efusão do espírito profético sobre todo o povo na era escatológica (3:1-5) responde ao anseio de [[Moisés]] em [[Livro dos Números|Nm]] 11:29<ref name = Jerusalem/>.
A passagem mais destacada de Joel é o Capítulo 3 que é citado por [[Simão Pedro]] no Sermão de [[Pentecostes]] em [[Atos dos Apóstolos]] 2:17-21. Por isso, Joel é também chamado o [[profeta]] de Pentecostes<ref name = pastoral/>, sendo também considerado o profeta da [[Penitência]], por causa da primeira parte do livro<ref name = Jerusalem/>.
 
{{ref-sectionreferências}}
 
{{esboço-bíblia}}
83 263

edições