Abrir menu principal

Alterações

156 bytes adicionados ,  10h51min de 1 de julho de 2014
sem resumo de edição
Estreou nas Letras com o livro de poesia "Nimbos", com prefácio de [[Raimundo António de Bulhão Pato]]. Seguiram-se outros trabalhos, como "A Luta de Sentimentos", "Ilusão Desfeita", "Um Drama de Ciúme", "Amar é sofrer", "Um noivado feliz", "Salmos de Amor", "Vida Real", "Almas Femininas", "A Víbora", "Folhas Soltas", "O Colar de Vera", "O Amor tudo consegue", entre outros. Os seus contos infantis, considerados dos melhores em língua portuguesa à época, foram traduzidos para vários idiomas.
 
Encontra-se colaboração da sua autoria nas revistas '''''[[Brasil-Portugal''' (revista)|Brasil-Portugal]]''<ref>[http{{Citar web |autor=Rita Correia |data=29 de Abril de 2009 |título=Ficha histórica://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/OBRAS/BrasilPortugal/BrasilPortugal.htm Brasil-Portugal : revista quinzenal illustrada (1899-1914). |url=http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/FichasHistoricas/BrasilPortugal.pdf |formato=pdf |publicado=[cópia[Hemeroteca digital,Municipal Hemerotecade Digital<nowiki>Lisboa]</nowiki>] |data=29 de Abril de 2009 |acessodata=26 de Junho de 2014}}</ref> (1899-1914), '''''Serões'''''<ref>[http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/Periodicos/Seroes/Seroes.htm Serões: revista semanal ilustrada (1901-1911) [cópia digital, hemeroteca Digital<nowiki>]</nowiki>]</ref> (1910-1911), '''''Illustração portugueza'''''<ref>[http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/OBRAS/IlustracaoPort/IlustracaoPortuguesa.htm Illustração portugueza (1903-) [cópia digital, Hemeroteca Digital<nowiki>]</nowiki>]</ref> (1903-) e a '''''A Sátira'''Sátira''<ref>[http://hemerotecadigital.cm-lisboa.pt/Periodicos/ASatira/ASatira.htm A sátira : revista humorística de caricaturas (1911) [cópia digital, Hemeroteca Digital<nowiki>]</nowiki>]</ref> (1911).
 
Participou no I Congresso Espírita Português ([[1925]]), tendo posteriormente colaborado com a [[Federação Espírita Portuguesa]]. Fez parte da redação da "[[Revista de Espiritismo]]", em que sempre colaborou.