Calendário babilônico: diferenças entre revisões

171 bytes adicionados ,  10h51min de 31 de julho de 2014
Reescrevendo TUDO (não tinha fontes) com base em Franz Cumont (1912)
m (Que horror, oito anos sem fontes!)
(Reescrevendo TUDO (não tinha fontes) com base em Franz Cumont (1912))
'''Calendário babilônico''' é um [[calendário lunissolar]] composto por [[doze]] [[meses lunares]], e com um [[mês intercalar|décimo-terceiro mês]] incluído em alguns momentos, para sincronizar as festas, associadas a datas no calendário, com as [[estações]]. Há evidências do uso deste calendário desde [[século XXV a.C.|2500 a.C.]]<ref name="cumont.astrology.1">[[Franz Cumont]], ''Astrology and Religion among the Greeks and Romans'' (1912), ''Lecture I. The Chaldeans'' [http://www.sacred-texts.com/astro/argr/argr06.htm <nowiki>[em linha]</nowiki>]</ref>
{{sem-fontes|data=Julho de 2014}}
O '''calendário babilônico''' é um dos calendários mais antigos do mundo, possui 12 [[mês|meses]] lunares, de 29 ou 30 dias cada um, cujo início é assinalado pelo aparecimento da [[lua]] nova.
 
As observações astronômicas, referenciadas a este calendário primitivo, eram incacuradas, e não permitiam aos adivinhos fazer previsões. À época do estabelecimento do [[calendário de Nabonassar]], cujo início foi o ano [[747 a.C.]], os babilônios já possuiam conhecimento mais preciso dos ciclos lunissolares, o que permitiu a determinação precisa das tabelas cronológicas. O ciclo do calendário babilônico era de [[dezenove]] anos.<ref name="cumont.astrology.1" />
O ano babilônico tem 354 dias, 11 dias a menos que o [[ano solar|solar]]. Para resolver essa defasagem, acrescenta-se um mês complementar (13º mês) a cada três [[ano]]s.
 
{{referências}}
Os meses babilônicos são'' tishrê'', ''cheshvan'', ''kislev'', ''tevet'', ''shevat'', ''adar'', ''nissan'', ''iyar'', ''sivan'', ''tamuz'', ''av'' e ''elul''. O 13º mês é introduzido após elul ou adar, conservando o mesmo nome do anterior seguido da indicação de segundo. Por volta de 480 a.C., os babilônios adotam um ciclo de 19 anos, adicionando os meses complementares a cada sete anos. Assim, conseguem uma correspondência mais adequada entre o [[ano lunar]] e o solar.
 
== Ligações externas ==
O calendário babilônico influencia o [[calendário judaico]] emprestando-lhe o mecanismo para compensar a defasagem em relação ao ano solar e o nome dos meses do ano.
* [http://www.livius.org/caa-can/calendar/calendar_babylonian.html The Babylonian Calendar], por [[Jona Lendering]], '''www.livius.org'''
 
{{esboço-história}}
59 779

edições