Diferenças entre edições de "Trifosfato de adenosina"

6 601 bytes adicionados ,  23h15min de 6 de agosto de 2014
Desfeita a edição 39753978 de 191.255.114.173
(--)
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
(Desfeita a edição 39753978 de 191.255.114.173)
{{mais notas|data=outubro de 2013}}
{{Info/Química
| Name = Trifosfato de adenosina
| ImageFile = ATP structure revised.png
| ImageFile1 = ATP-xtal-3D-sticks.png
| IUPACName = [(2R,3S,4R,5R)-5-(6-aminopurin-9-yl)-3,4-dihydroxyoxolan-2- yl]methyl (hydroxy-phosphonooxyphosphoryl) hydrogen phosphate
| OtherNames = adenosine 5'-(tetrahydrogen triphosphate)
| Section1 = {{Chembox Identifiers
| CASNo = 56-65-5
| ChemSpiderID = 5742
}}
| Section2 = {{Chembox Properties
| C=10|H=16|N=5|O=13|P=3
| MolarMass = 507.18 g/mol
| MeltingPt =
| Density =
| pKa = 6.5
}}
| Section8 = {{Chembox Related
| Function = Fosfatos de adenosina
| OtherFunctn = [[Monofosfato de adenosina]]<br />[[Difosfato de adenosina]] (ADP)
}}
}}
 
[[Ficheiro:ATP chemical structure.png|thumb|200px|Estrutura química da molécula de ATP.]]
[[Ficheiro:Atp space filling ray trace.jpg|200px|thumb|Modelo tridimensional da molécula de ATP.]]
 
'''Trifosfato de adenosina''', '''adenosina trifosfato''' ou simplesmente '''ATP''', é um [[nucleotídeo]] responsável pelo armazenamento de [[energia]] em suas [[ligação química|ligações químicas]]. É constituída por [[adenosina]], um [[nucleosídeo]], associado a três radicais [[fosfato]] conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre os fosfatos.
 
O ATP armazena energia proveniente da [[respiração celular]] e da [[fotossíntese]], para consumo imediato. A [[molécula]] atua como uma [[moeda]] celular, ou seja, é uma forma conveniente da transformação da energia. Esta energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o [[Membrana celular#Transporte activo|transporte ativo]] de moléculas, síntese e [[secreção]] de substâncias, [[locomoção]] e [[divisão celular]], entre outros. Não pode ser estocada, seu uso é imediato, energia pode ser estocada na forma de [[carboidrato]]s e [[lipídio]]s.
 
As principais formas de produção do ATP são a [[fosforilação]] oxidativa e a [[fosforilação|fotofosforilação]]. Um radical fosfato inorgânico (Pi) é adicionado a uma molécula de [[ADP]](adenosina difosfato), utilizando energia proveniente da decomposição da glicose (na fosforilação oxidativa) ou da luz (na fotofosforilação).
 
Existem [[enzima]]s especializadas no rompimento desta mesma ligação, liberando fosfato e energia, usada nos processos celulares, gerando novamente moléculas de ADP. Em certas ocasiões, o [[ATP]] é degradado até sua forma mais simples, o [[Adenosina monofosfato|AMP]] (adenosina monofosfato), liberando dois fosfatos e uma quantidade maior de energia.
 
Estima-se que o corpo humano adulto produza o próprio peso em ATP a cada 24 horas, porém consumindo outros tantos no mesmo período<ref>{{Cite journal |author=Törnroth-Horsefield S, Neutze R |title=Opening and closing the metabolite gate |journal=Proc. Natl. Acad. Sci. U.S.A. |volume=105 |issue=50 |pages=19565–6 |year=2008 |month=December |pmid=19073922 |doi=10.1073/pnas.0810654106 |url=http://www.pnas.org/cgi/pmidlookup?view=long&pmid=19073922 |pmc=2604989}}</ref>. Se a energia gerada na queima da glicose não fosse armazenada em moléculas de ATP, provavelmente as células seriam rapidamente destruídas pelo [[calor]] gerado.
 
== Liberação de energia ==
 
Deve-se levar em conta que a quebra do ATP não é simplesmente um rompimento de ligações químicas. Sabe-se que a destruição de ligações químicas é um processo [[endotérmico]], e isso seria uma contradição. Na verdade, a transformação da ATP em ADP + P é uma [[hidrólise]], ou seja, a água é um dos reagentes desse processo. A formação de ligações covalentes no final da transformação libera mais energia do que a absorção na quebra das ligações presentes entre os átomos das moléculas de ATP e água. Dessa forma, a reação global acaba se tornando [[exotérmica]].
 
Outros fatores contribuem para que esse composto orgânico libere energia ao ser quebrado. Os produtos ADP e P possuem maior [[entropia]] do que o reagente ATP, ou seja, os produtos possuem maior grau de desorganização do que o reagente. Além disso, o fosfato inorgânico apresenta o fenômeno da [[ressonância]] (eletróns das ligações π em movimento dentro do próprio composto). Há também, dentro da molécula, átomos de oxigênio com excesso de carga negativa e que estão muito próximos uns dos outros. Isso gera repulsão eletrostática entre essas cargas, e a decomposição do [[ATP]] diminui essa repulsão, pelo afastamento dessas cargas. Por fim, a [[hidratação]] dos compostos ADP e P libera considerável quantidade de energia. Tudo isso faz com que o sistema composto por ADP e P seja mais estável do que o composto por ATP. Essa estabilidade se dá pelo fato de que ocorre, durante a reação de decomposição do ATP, diminuição da [[energia livre]] desse sistema, em outras palavras, liberação de energia.
 
Assim, processos metabólicos como A + B → C que necessitem de grande quantidade de energia para acontecer ou não são espontâneos, ocorrem espontaneamente na presença de ATP, processo representado por A + B + ATP + H<sub>2</sub>O → C + ADP + P, o que garante o funcionamento de organismos vivos.
[[Ficheiro:Produção e mobilização de ATP.jpg|thumb|right|500px|Produção e mobilização de ATP]]
 
== Processos implicados na formação de ATP ==
* [[Fotossíntese]] — captação de Energia Luminosa que é transformada em Energia Química => seres Foto-Autotróficos
 
* [[Quimiossíntese]] — obtêm energia oxidando a matéria inorgânica => seres Quimio-Autotróficos.
 
== Processos implicados no uso de ATP ==
* [[respiração|Respiração Celular]] ou [[respiração|Respiração Aeróbia]] — decomposição de nutrientes na presença de oxigénio (O<sub>2</sub>) a fim de obter ATP => Todos os Seres Vivos Aeróbios
 
* [[Fermentação]] ([[respiração|Respiração Anaeróbia]]) — decomposição de nutrientes na ausência de oxigénio (O<sub>2</sub>) a fim de obter ATP => seres anaeróbios.
 
== {{Ver também}} ==
 
* [[ATP sintase]]
* [[Reação química]]
 
{{Referências}}
 
== {{Ligações externas}} ==
* [http://www.cliffsnotes.com/WileyCDA/CliffsReviewTopic/Adenosine-Triphosphate-ATP-.topicArticleId-8741,articleId-8593.html CliffNotes - Adenosina tri-fosfato (ATP)]
* [http://pubchem.ncbi.nlm.nih.gov/summary/summary.cgi?cid=5957 Estudo sobre a Adenosina tri-fosfato]
* [http://www.genome.jp/dbget-bin/www_bget?cpd:C00002 Estudos da KEGG sobre a Adenosina tri-fosfato]
 
{{Cofactores enzimáticos}}
 
[[Categoria:Nucleótidos]]
[[Categoria:Fotossíntese]]
[[Categoria:Organofosfatos|Adenosina, trifostato de]]
 
{{Bom interwiki|cs}}
{{Bom interwiki|en}}
Utilizador anónimo