Diferenças entre edições de "Graf"

20 bytes removidos ,  03h27min de 13 de agosto de 2014
sem resumo de edição
(imagens)
'''''Graf''''' é um [[título de nobreza]] histórico [[Nobreza alemã|alemão]], equivalente ao '''[[conde]]''' (derivado do ''[[comes]]'' [[latim|latino]], e com uma história própria) e ao ''[[earl]]'' [[Grã-Bretanha|britânico]] (título [[Anglo-saxões|anglo-saxão]] similar ao ''[[jarl]]'' [[vikings|viking]]). Imediatamente superior a ''[[freiherr]]'' ("[[barão]]") e inferior a ''[[raugrave|raugraf]]'', sua origem é incerta; [[Paulo, o Diácono]] escreveu (em latim) por volta de [[790]]: "o conde dos [[bávaros]], que eles chamam ''gravio'', que governava [[Bolzano|Bauzano]] (''Bauzanum'', atual Bolzano) e outras praças-forte…";<ref>''[[Historia gentis Langobardorum]]'', V.xxxvi</ref> isto leva a crer que o termo seja de origem [[Línguas germânicas|germânica]], embora uma associação com o termo grego ''graphēin'' ("escrever") já tenha sido sugerida.
 
[[Imagem:Florent V de Hollande.png|thumb|120px|Conde [[FlorensFlorêncio V. (Holland)|Florensda V. von HollandHolanda]]]]
[[Imagem:Baldassare_Castiglione,_by_Raffaello_Sanzio,_from_C2RMF_retouched.jpg|thumb|120px|[[Baldassare Castiglione]], Conde de [[Novilara]], por [[Rafael Sanzio]]]]
Desde agosto de [[1919]], na [[Alemanha]], ''Graf'' e todos os outros títulos passaram a ser considerados como parte integrante do sobrenome dos titulares e de seus descendentes que ainda residiam na Alemanha.<ref>Segundo o artigo 109 da [[Constituição de Weimar#Seção 1: O Indivíduo|Constituição de Weimar]], criada na fundação da [[República de Weimar]], em decorrência da dissolução do [[Império Alemão]] em 1918.</ref> O título [[conde|condal]] ''Graf'' também era utilizado, então, por falantes do [[Língua alemã|alemão]] (tanto como [[língua oficial]] quanto [[vernáculo]]) na [[Áustria]] e em outras terras dominadas pelos [[Habsburgo]] (como a [[Hungria]] e as terras [[Eslavos|eslavas]]), em [[Liechtenstein]] e boa parte da [[Suíça]].